Expressão artística

Brincadeiras e jogos que ajudam a desenvolver a veia criativa

Antes de conseguirem falar tagarelam sem parar, antes de saberem escrever fazem riscos e rabiscos.

Cada criança é um ser expressivo e criativo por natureza por isso não admira que uma das atividades de que mais gosta seja pintar, moldar ou desenhar.

Como cada etapa tem exigências específicas, sugerimos aqui algumas atividades indicadas para as principais idades. Preparado para transformar a sua casa num centro cultural? As idades referidas são meramente indicativas e podem variar de criança para criança.

Dança da selva (3 anos)

Numa fase em que o «faz de conta» é uma das suas brincadeiras favoritas, faça-lhe a vontade e vista a pele de uma fera. Para tal, folheie livros com ilustrações de animais e desafie o seu filho a imitar o andar e os gestos de cada animal, explicando como se faz ou dando você mesmo o exemplo.

Certifique-se que a área em que se encontram está livre de obstáculos. Eis algumas espécies para começar o jogo: Sapo, caranguejo, pássaro ou foca.

Melodia aquática (4 anos)

Para esta sinfonia precisará de seis copos de vidro idênticos, um jarro com água e uma colher de metal. Coloque os copos alinhados sobre a mesa.

Encha o primeiro com cerca dois centímetros de água e acrescente sucessivamente um centímetro de água nos copos seguintes.

Peça à criança para bater com a colher no primeiro copo e depois no seguinte e pergunte-lhe se notou diferença no som. Ajude-a a distinguir os sons agudos e graves e incentive-a a criar melodias.

Desenho mistério (6 anos)

Uma brincadeira simples que alia criatividade a trabalho de equipa. Pegue numa folha de papel grande (tipo A3) e dobre-a como uma harmónica em duas ou três partes iguais, dependendo do número de jogadores.

Defina um tema (por exemplo um animal ou uma pessoa) e peça às crianças que desenhem, à vez, numa dobra de papel. Uma vez terminado, abra a folha e exponha o desenho feito por todos. Gargalhada garantida.

Texto: Manuela Vasconcelos

artigo do parceiro:

Comentários