Dicas para reeducar o sono das crianças

Há circunstâncias que podem fazer com uma criança partilhe o quarto com os pais durante alguns dias. Não é fácil, mas é possível para recuperar a rotina de a criança dormir no seu quarto.

Eis um cenário com que quase todos os pais já se depararam: depois de umas férias ou de uma mudança, por exemplo, a criança passou a querer adormecer unicamente na cama dos pais. Assim que pega no sono, os pais colocam-na na sua cama. Passadas umas horas (poucas), acorda a chorar e a chamar pelos pais. Por fim, exaustos, os pais cedem para evitar mais barulho e choro a altas horas da madrugada. Quando os pais tentam deitar a criança na sua cama desde o início, à hora de ir dormir, ela chora inconsolavelmente. Que podem os pais fazer para recuperar os hábitos de sono?

 

Nas férias os pais oferecem um «bombom» e agora tentam retirá-lo. Por isso a criança exige o que gosta e os pais, para evitarem gritos noturnos, premeiam a insistência permitindo-lhe que adormeça na cama deles. Involuntariamente, há um défice de limites educativos. Os especialistas propõem uma estratégia em três fases para a criança voltar a dormir no seu quarto e recuperar as rotinas de sono.

 

Primeira fase: reivindicar o quarto da criança

Para reverter a situação, os pais devem começar por iniciar a campanha «Faz-te amigo do teu quarto!». É importante que todos os dias se brinque no quarto da criança; umas vezes todos juntos, outras vezes a criança sozinha.

 

Segunda fase: o quarto do pai e da mãe é só deles

A segunda parte da estratégia consiste em fazer a criança entender que «o quarto do papá e da mamã é proibido». A partir desse momento, a criança não entra mais no quarto dos pais, à noite. Se necessário, os pais podem ficar com a criança no quarto dela durante um bocado, até adormecer, para se sentir segura e, acima de tudo, para evitar que vá para o quarto dos pais.

 

Terceira fase: a criança decide quando dorme

A terceira e última estratégia é «Eu não durmo e tu também não tens de dormir». A partir de agora, os pais não devem verbalizar a frase «chegou a hora de dormir». Quando chegar a hora de ir dormir, os pais devem ir com a criança para o quarto, não para dormir, mas contar histórias , explicando-lhe que ela vai ficar no quarto com os seus brinquedos, com a luz acesa e a porta aberta, enquanto o pai e a mãe estão na sala.

 

Não importa o tempo que a criança levará a adormecer. O importante, nesta altura, é que permaneça no quarto, não que durma. Por fim, adormecerá. Tarde, mas adormecerá. Os pais devem ir ao quarto da criança as vezes que forem necessárias para acalmá-la, mas nunca para adormecê-la.

 

 

Maria João Pratt

 

 

Fonte: http://www.serpadres.es/

artigo do parceiro:

Comentários