Crianças criativas são alunos de sucesso

Estimule a criatividade dos seus filhos para que estes tenham um melhor desempenho escolar

A criatividade é inerente a qualquer criança.

 

Basta pensar nas mais inesperadas respostas que os mais pequenos dão, nas questões inusitadas que colocam e na sua capacidade de ver as coisas de uma nova perspetiva.

 

Mas será que os podemos estimular a ser ainda mais criativos? Claro que sim e o ponto de partida é «criar oportunidades para a criatividade, pois sem espaço para a experimentação e para a tentativa e erro, nada se cria», afirma Isabel Ruivo, professora da Escola Superior de Educação João de Deus e doutorada em Educação Infantil e Familiar.

 

E as vantagens são muitas. «A capacidade de criar proporciona à criança uma sensação de bem-estar muito grande», realça a professora. O ideal, como diz Catarina Valença Gonçalves, diretora do MAPA Espaço Criativo, é «não impor nada mas mostrar o que se pode fazer e acompanhar esse caminho da descoberta da criatividade».

 

Lançar desafios


E ser criativo pode ajudar ao sucesso escolar? Isabel Ruivo não tem dúvidas. «Ao serem criativos não só terão mais sucesso como serão mais felizes! Sentir-se-ão mais aptos a responder aos desafios que a escola impõe», diz.

 

Não pense que estimular a criatividade é difícil, para isso, basta ser imaginativo e «os pais podem ser criativos na forma como abordam as questões, como respondem às perguntas, como lançam desafios, como encaram as invenções deles, como agem perante um projeto apresentado, como ouvem e como  brincam».

 

Lançar desafios é o método a seguir. «Não faça a papinha toda, dê espaço para que as crianças construam os seus próprios brinquedos (sugiro jogos de peças de encaixe, que permitam criar, construir algo pelas suas próprias mãos)», sublinha Isabel Ruivo. E, como diz, Fabrice Génot, proprietário da

loja Cristina Siopa, «ser criativo não tem que significar ser um génio mas sim ter a capacidade de criar coisas simples».

 

«Observe o seu filho e valorize pequenas coisas: uma criança que se questiona, que faz perguntas ao adulto exigindo resposta, uma criança que provoca, que desafia, que tem opiniões contrárias ao grande grupo, que se destaca pela pertinência das suas intervenções, que abana consciências, é uma candidata a criativo», sublinha a professora.

Comentários