Consciência corporal

Três jogos que a estimulam

A autonomia de movimentos evolui a olhos vistos desde os primeiros meses de vida. Seguir objetos com o olhar e agarrá-los são as primeiras atividades, logo substituídas por brincadeiras cada vez mais dinâmicas.

São importantes os jogos que ajudem a estimular a consciência corporal, capacidade de expressão e destreza da criança.

 

Além disso, esta, é uma boa forma de interação entre pais e filhos ou crianças da mesma idade. As idades referidas são meramente indicativas e podem variar de criança para criança.


Campeonato todo o terreno (9 meses)

Ao chegar o primeiro ano de vida, a mobilidade da criança aumenta e tudo é pretexto para entrar em ação. Se o seu filho adora gatinhar pela casa prepare-lhe um percurso de campeão, definindo um trajeto, por exemplo, ao longo do corredor, demarcado por almofadas, que ele terá de percorrer.

Para aumentar o desafio e estimular a sua capacidade de resolução de problemas inclua obstáculos pelo caminho, como peluches ou objetos macios e fáceis de transpor. Depois basta colocá-lo no ponto de partida e posicionar-se na meta para o incentivar a entrar na corrida.

Contorcionista (5 anos)

Trata-se de um jogo dinâmico e divertido ideal para vários jogadores, pequenos ou graúdos. Para servir de tabuleiro de jogo, vai precisar de um lençol velho no qual pode desenhar, com tintas, seis círculos de cores diferentes (também existem tapetes pintados para este efeito).

Um dos participantes dá instruções ao primeiro jogador, dizendo-lhe para pôr o pé numa das cores, a mão noutra e assim por diante. O objetivo é cumprir as ordens à risca e manter-se o máximo de tempo sem cair.

Corrida de cangurus (6 anos)

Distribua uma bola de tamanho médio por cada um dos jogadores (no mínimo três participantes) e, de seguida, defina um percurso com uma distância de cerca de 30 passos.

Os jogadores posicionam-se na linha de partida com uma bola no meio das pernas à altura dos tornozelos e avançam, aos saltinhos, até chegar à meta. Quem deixar cair a bola, durante a corrida, tem de voltar ao início. Vence quem chegar primeiro à meta.

Texto: Manuela Vasconcelos

artigo do parceiro:

Comentários