Como acabar com as birras

Psicólogo clínico ensina a lidar com as crises infantis

As birras nas crianças são normais e desejáveis, até certo ponto. Estão a construir a identidade e querem mexer em tudo, apesar dos pedidos dos pais, que ainda não entendem.

Não deve ficar incomodado com as pessoas que vejam a birra da criança. As pessoas aceitam e compreendem que é uma crise infantil.

Devemos evitar o cansaço na criança, ou que fique demasiado excitada, pois isto favorece o desencadear das emoções fortes. Os pais devem manter uma atitude calma e relaxada, para a criança ver este comportamento como um modelo a seguir.

É importante que a criança entenda que a birra não é meio para conseguir aquilo que quer; se ceder sempre ela vai usar isso como estratégia e criar um hábito para fazer chantagem sempre que desejar um doce ou brinquedo.

À medida que a criança for aprendendo a aceitar que não pode ter tudo imediatamente, as birras vão sendo menores. Elogie cada pequeno passo em que ela mostre controlo e diga-lhe que gosta sempre dela, apesar da birra.

Se as birras forem contínuas, pode ser preciso recorrer a ajuda psicológica, para identificar e corrigir outras causas subjacentes.


Texto: Fernando Magalhães (psicólogo clínico)

artigo do parceiro:

Comentários