Atrasos no crescimento

A opinião da pediatra

O desenvolvimento de uma criança depende, geralmente, de vários fatores.

A restrição do crescimento intrauterino é um fenómeno que pode ser motivado por três razões. Pode ter causa materna como hipertensão arterial, diabetes ou doença renal.

Pode também ter origem na placenta, pois as alterações do tamanho e função da placenta têm repercussão direta no desenvolvimento, dada a alteração na troca de nutrientes entre a mãe e o feto. Por fim, pode ser tão somente um fenómeno relativo às características de constituição do feto.

Mesmo com os conhecimentos atuais, continua ainda hoje a não ser possível identificar num terço das crianças a causa ou causas que contribuíram para o seu baixo desenvolvimento e que as mantêm pequenas para a idade. O que se observa é que muitas delas continuam a crescer lentamente, com hipótese de virem a ter uma estatura inferior à da população em geral.

Aos pais que já consultaram especialistas e realizaram exames que apontam para resultados normais, a única recomendação que considero pertinente é consultar um endocrinologista pediátrico (se ainda não o fizeram) porque, em casos com determinadas características clínicas, a administração de hormona de crescimento traz benefícios a médio e longo prazo.

Texto: Helena Carreiro (pediatra)

artigo do parceiro:

Comentários