8 dicas para dar a volta ao mau feitio do seu filho

Está preparado para lidar com as birras, amuos e caprichos do seu filho? Se a resposta é "Não!", então saiba como pode dar a volta ao mau temperamento dele(a)

1. Esteja um passo à frente
Como pais, conhecemos os nossos filhos melhor do que ninguém. Sabemos quando estão bem dispostos, felizes, ou tristes e aborrecidos. Por isso, conseguimos prevenir determinado comportamento de acordo com o seu estado de espírito. Se ele (ou ela) anda numa "maré" de mau humor, uma das técnicas que pode usar é distrai-lo com outras coisas. Por exemplo, com uma atividade que sabe que o faz feliz, com um programa de televisão que o deixa mais entretido. Além disso, a diplomacia dos pais também pode resultar na resolução de uma situação mais incómoda.

2. Não ceda
O temperamento do seu filho pode tornar-se numa arma poderosa. Muitas vezes a chantagem emocional tem tendência a resultar com os pais. Mas é aqui que deve manter-se firme. Se lhe deu um castigo, não o retire só porque ele resolveu começar a chorar aos berros. Se ele faz uma cena em frente a amigos à espera que isso o envergonhe e o faça recuar, mantenha a sua posição. Por outro lado, não caia na tentação de lhe dar um castigo que sabe à partida que não pode ser cumprido. Como por exemplo, "se continuas a chorar não vais ao aniversário da prima...". Um evento familiar é algo difícil de deixar de cumprir. Seja assertivo e, acima de tudo, coerente.

3. Ajude-o a compreender as suas próprias emoções
Até mesmo os adultos têm dificuldade em lidar com determinadas emoções e compreendê-las profundamente. Imagine uma criança, que ainda está a aprender a lidar com todas elas ao mesmo tempo. Muitas vezes, elas não têm a noção real do que estão a sentir, seja frustração ou tristeza. A melhor forma de lidar com esta montanha russa emocional é explicar-lhe, numa linguagem adequada à idade da criança, porque ele se sente assim. É importante que eles aprendam a gerir as emoções e a aceitar a realidade.

4. A palmada não ajuda nada
Lidar com o mau feitio do seu filho através de uma palmada ou estalada não é de todo o melhor método. Acabam por ser comportamentos ofensivos e que os podem envergonhar. Especialistas afirmam ainda que este tipo de punição causa sentimentos de ansiedade, medo e ódio nas crianças. Além de que só vai aumentar a histeria e o choro, impulsinando ainda mais o comportamento negativo.

Comentários