Vínculo com o bebé pode não ser assim tão imediato

Uma pesquisa realizada em Inglaterra revela que 1 em cada 3 mães não sente um vínculo imediato com o bebé, o que causa um sentimento de vergonha e culpa

Segundo uma pesquisa realizada pela NCT (National Childbirth Trust), uma organização que apoia pais desde a gravidez até à infância, revela que 1 em cada 3 mães britânicas não sente um vínculo imediato com o bebé assim que ele nasce. E cerca de 12% confessa que tem vergonha em falar sobre este assunto com os profissionais de saúde.

O processo de vínculo com o bebé refere-se a uma ligação emocional entre os pais e o bebé e é conhecido por influenciar a forma como o bebé responde ao stress, como aprende novos comportamentos e competências sociais.

Elizabeth Duff, do NCT, explica: "A forma como o bebé se relaciona com os pais é uma base importante nas emoções da criança e nas relações que ela venha a ter no futuro. Por isso, é um processo crucial. Os pais que não sentem um vínculo imediato com o bebé, acabam por se sentirem culpados, envergonhados e desajustados. Esperamos que esta pesquisa mostre aos pais que eles não estão sozinhos, que há outros a sentirem o mesmo, e que este é um processo que demora algum tempo".

Eis algumas dicas da NCT para ajudar a desenvolver esta relação e comunicação entre bebé e pais:

- Socializar com outros pais que possam estar a passar pelos mesmos problemas pode ser uma grande ajuda, assim como a amizade que se cria.

- Manter um contacto físico com o bebé, como pele com pele e massagens suaves.

- Interagir com o bebé de forma regular, como falar com ele, ler uma história ou cantar.

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários