Dos 6 aos 12 meses: Chupetas

O seu bebé não passa sem elas? Conheça as vantagens e desvantagens.

Há quem as adore, há quem as deteste, mas as mulheres usam este tipo de objectos calmantes há séculos, usando-os para acalmar e sossegar bebés e, por vezes, também crianças mais velhas. Enquanto algumas mães sentem que não conseguiriam sobreviver até ao final do dia sem dar ao bebé uma chupeta, outras mães e alguns profissionais de saúde reprovam fortemente a sua utilização. O debate em torno do uso da chupeta dura há já uma série de anos e permanece um tema em que os pais continuam a receber conselhos contraditórios.

O que são as chupetas?

No passado, para acalmar os bebés, usava-se qualquer objecto em que os bebés pudessem chuchar em segurança – por exemplo, anéis de dentição ou chocalhos com arestas arredondadas. Hoje em dia, este objecto desenvolveu-se e surge sob a forma de uma tetina standard de silicone ou borracha com uma protecção à volta da boca e uma pega em plástico ou silicone. As tetinas de látex são mais macias e mais flexíveis do que as de silicone, mas são menos duradouras. As chupetas modernas são seguras – e são facilmente esterilizáveis, sendo que a protecção da boca impede que o bebé se engasgue ou engula a tetina.

Quantos pais usam chupeta?

Muitos pais usam chupetas para reconfortar as crianças. O estudo Avon Longitudinal Stu concluiu que dois terços das mães incluídas na amostra de 10.950 indivíduos tinham usado uma chupeta em alguma altura. O estudo perguntava especificamente às mães se os seus bebés usavam chupeta às quatro semanas e, novamente, aos seis meses. Metade das mães informou que usavam chupeta aos seis meses e a maioria indicou ter usado logo às quatro semanas.

Quando é que esses pais usam as chupetas?

O período de maior utilização da chupeta é aos 2-3 meses de vida do bebé. Dois estudos determinaram que os pais usarão mais provavelmente a chupeta com o primeiro filho e se se tratar de um rapaz.

Vantagens da chupeta

A principal vantagem para os pais e para quem tem crianças a cargo é que a chupeta permite acalmar o bebé ou ajudá-lo a adormecer. Chuchar numa chupeta pode aliviar a dor, sendo esta uma das principais razões para os pais darem uma chupeta ao bebé quando este tem cólicas ou está inconsolável por algum motivo.
A sucção numa chupeta tem o dom de realmente ajudar os bebés prematuros. Estudos demonstraram que os bebés prematuros são mais rapidamente transferidos da alimentação com tubo para o biberão e que conseguem uma alimentação mais eficaz com o biberão se receberem uma chupeta para chuchar antes de beber o leite. No caso dos bebés pré-termo, a utilização de uma chupeta pode ser útil em internamentos breves no hospital. continua

Comentários