Dos 0 aos 6 meses: O seu bebé está feliz?

Aprenda a interpretar os sinais. Damos-lhe dicas para um crescimento saudável.

Qualquer pai deseja o melhor para os seus filhos, deseja que sejam saudáveis, tenham o dia preenchido com muitas actividades saudáveis e estimulantes e que recebam o seu amor incondicional. Muito pais atormentam-se com a típica pergunta: será que os meus filhos são felizes?

Poderá ficar surpreendida com aquilo que faz uma criança feliz. Os especialistas em desenvolvimento infantil que estudam esta questão afirmam que a felicidade não é algo que possa oferecer a uma criança como um presente bem embrulhado. Efectivamente, diz Edward Hallowell, psiquiatra e autor de The Childhood Roots of Adult Happiness, as crianças excessivamente mimadas – quer sejam inundadas com brinquedos ou protegidas de qualquer desconforto emocional – serão mais provavelmente adolescentes entediados, cínicos e sem alegria. "Os melhores factores de previsão da felicidade são interiores, não exteriores", diz Hallowell, que sublinha a importância de ajudar as crianças a desenvolverem um conjunto de ferramentas interiores com que possam contar ao longo de toda a vida.

A boa notícia é que não tem de ser especialista em psicologia infantil para transmitir a força interior e a sabedoria necessárias para lidar com os altos e baixos da vida. Com paciência e flexibilidade, qualquer pai ou mãe pode criar as bases da felicidade para toda a vida.

Aprenda a interpretar os sinais

À medida que vai amadurecendo de recém-nascido até se tornar um bebé mais interactivo, por volta dos 6 meses, a criança vai também passando a dominar as formas de lhe mostrar quando alguma coisa a satisfaz ou a incomoda. A cara ilumina-se com um sorriso de derreter qualquer um quando a mãe entra na sala ou desata a chorar quando alguém lhe tira o brinquedo favorito. E é provável que já tenha reparado que passa do choro ao riso antes que lhe consiga pôr uma chupeta na boca.

continua

Comentários