Breast Crawl: Uma nova forma de dar de mamar

Uma nova técnica para facilitar a amamentação, em que o bebé deve rastejar do abdómen até ao seio

Cada recém-nascido, quando colocado no abdómen da mãe, logo a seguir ao nascimento, tem a capacidade para encontrar sozinho o seio e decidir quando deve dar a primeira mamada. Este é o mote da técnica Breast Crawl, defendida por um grupo de apoiantes.

De acordo com algumas organizações mundiais e comunidade científica, a amamentação deve ser iniciada até uma hora e meia após o nascimento. Dados confirmam ainda que uma iniciação precoce pode prevenir 22% das mortes que acontecem em bebés com menos de 1 mês, em países desenvolvidos.

"A transição da vida dentro do ventre para a existência fora do útero é mais fácil quando utilizada a técnica Breast Crawl, que promove estímulos sensoriais", refere um dos artigos publicados no site.

O site da Breast Crawl diz-lhe quais os 10 passos para o sucesso do aleitamento materno.

1. As unidades de saúde desempenham um papel fundamental no estabelecimento da amamentação. Por isso, devem ter uma política de aleitamento materno por escrito e que deve ser  transmitida à equipa de cuidados de saúde.

2. Hospitais devem capacitar a equipa de cuidados de saúde nas práticas necessárias para implementar esta política.

3. Informar todas as gestantes sobre os benefícios e o manuseamento do aleitamento materno.

4. Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeira meia hora de vida do recém-nascido.

5. Mostrar às mães como devem amamentar e manter a lactação, mesmo se se virem separadas dos seus filhos.

6. Não dar ao bebé outro alimento ou bebida para além do leite materno, a não ser por indicação médica.

7. Promover o alojamento conjunto, ou seja, que mãe e filho possam permanecer juntos 24 horas por dia no hospital.

8. Incentivar o aleitamento materno.

9. Não oferecer bicos artificiais ou chupetas a crianças que estejam a ser amamentadas.

10. Promover grupos de apoio à amamentação e encaminhar as mães para esses grupos após a alta hospitalar.

Veja aqui o vídeo de um bebé usando a técnica Breast Crawl

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários