A função de aprender a comer

O processo de alimentação contribui para o treino de competências relacionadas com a linguagem. Saiba mais sobre a importância de dar os estímulos adequados na chamada “fase oral”.

O bebé descobre o mundo através da boca - é a levar as mãos e os dedos à boca, a fralda ou um brinquedo, que a criança vai ser apresentada e apresentar-se ao mundo. Por isso se diz que nos primeiros tempos de vida dá-se a “fase oral”.

A introdução dos alimentos é um processo fundamental para que o bebé cresça saudável. Além da importância de a criança ser nutrida, as funções alimentares repercutem-se a outros níveis do desenvolvimento infantil.

Como explica Teresa Sameiro, terapeuta da fala, o processo da alimentação contribui para que haja uma evolução ao nível da estrutura oral da criança, condição básica para se adquirir competências relacionadas com a linguagem. «A alimentação tem a ver com um crescimento motor que vai treinar as estruturas orais para, numa fase posterior, a criança aprender a dizer as palavras», continua a terapeuta.

Estratégia: Use uma colher de plástico duro

Os movimentos da boca permitem o treino da capacidade de competências, como o reflexo de sucção, ativo no bebé durante os primeiros quatro meses. É recomendado usar uma colher de plástico duro (e não de silicone) para que receba a criança receba a informação motora adequada durante a fase de transição para os alimentos sólidos. «Se fizermos uma ligeira pressão com a colher na língua, percebemos que, automaticamente, o bebé percebe o que tem de fazer e adapta a sua postura», adiciona Teresa Sameiro.

Texto: Ana Margarida Marques

Siga este e outros temas sobre parentalidade no Facebook O Nosso Bebé.

artigo do parceiro:

Comentários