Sara Norte agredida na cadeia

A atriz quer contar em livro a violência de que foi vítima na prisão de Algeciras.

Recém-libertada da cadeia espanhola de Algeciras, a atriz Sara Norte revelou que foi alvo de violência física por parte das guardas durante o cumprimento da sua pena de 16 meses e que pretende contar em livro toda a dramática aventura.

“O terror acabou. Quatro dias depois da morte da minha mãe (Carla Lupi), tive um ataque de ansiedade e, em vez de me mandarem para a enfermaria, quatro funcionárias bateram-me”, revelou a jovem após a sua saída da prisão.

Na prisão espanhola, a atriz de 28 anos afirma ainda ter sido vítima de racismo, por parte das funcionárias e de algumas das detidas, mas que preferiu sofrer em silêncio: “Calei-me com medo de represálias e refugiei-me nas amigas que tinha feito lá dentro. Escrevi muito durante a minha detenção e, se me derem oportunidade, gostava de publicar um livro”, disse Sara.

Comentários