Ronaldo não fala para o “Correio da Manhã”

Jornal apresenta queixa contra o jogador e pede intervenção das autoridades.

O “Correio da Manhã” apresentou uma queixa à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) contra a Federação Portuguesa de Futebol e contra Cristiano Ronaldo, por este se ter recusado a responder às perguntas de uma jornalista da CMTV, canal televisivo do grupo, durante uma conferência de Imprensa protagonizada pelo capitão da Seleção Nacional no passado dia 12 de outubro.

Nesse encontro com os jornalistas, quando a repórter Andreia Palmeirim se preparava para fazer uma pergunta e se identificou como representante da CMTV, Ronaldo inquiriu “O que é isso de CMTV?”.

Informado, de imediato, que a CMTV é o canal do “Correio da Manhã”, Cristiano recusou-se a responder às perguntas da jornalista: “Então, esqueça, que não vou responder. Não vale a pena.”

A atitude de Ronaldo foi interpretada como uma manifestação de desagrado do jogador em relação a notícias alegadamente especulativas publicadas no “Correio da Manhã” sobre assuntos de bastidores da Seleção Nacional.

O grupo do “Correio da Manhã” alega na sua queixa para a ERC que Ronaldo violou as regras de “fair-play” regulamentadas pela UEFA e o próprio Estatuto dos Jornalistas.

Reclama, por isso, que a ERC delibere de modo a que não haja mais “tratamentos discriminatórios em relação aos órgãos de comunicação social, por parte dos jogadores da Seleção Nacional e da própria Federação Portuguesa de Futebol”.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários