Rita Salema fecha colégio

“Estou cheia de tristeza”, comenta a atriz, que não conseguiu resistir à crise.

A atriz Rita Salema não conseguiu resistir à crise que assola o País e teve de encerrar as portas do colégio “As Abobrinhas”, na Parede, do qual era co-proprietária. 

Progressivo decréscimo do número de inscritos e consequente falta de dinheiro não lhe deixaram outra solução.

“Estou cheia de tristeza e cheia de saudades. Tão cedo não quero fazer nada semelhante. Neste país, a pior coisa, para além de ser empregado, é ser patrão, que acho que é das pessoas que mais sofre, porque chegamos a uma altura em que não temos capacidade de resposta”, disse Rita a SapoFama este fim de semana.

O fim de um projeto que tanto acarinhava deixou a atriz de rastos: “Nem sequer consegui dizer adeus (às funcionárias). Informei-as por mensagem. Obviamente que estive com elas antes, mas eu não quero dizer adeus, quero acreditar que há uma continuidade, pelo menos na vida delas, e vai haver com certeza”, sublinhou.

Comentários