Rita Pereira na missa de homenagem a Angélico

A atriz não faltou à cerimónia religiosa que assinalou os dois anos sobre a morte do cantor.

Rita Pereira foi um dos muitos amigos, conhecidos e fãs de Angélico, que ontem se juntaram na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Almada, numa cerimónia destinada a assinalar os dois anos sobre a morte do cantor.

A atriz e o cantor dos D’ZRT namoraram cerca de cinco anos e, mesmo após a sua morte, Rita continua próxima da mãe de Angélico, que já por várias vezes afirmou que “A Rita é mais do que uma amiga, é da família”.

No Facebook, Rita Pereira partilhou ontem uma citação de William Shakespeare, elucidativa do seu estado de espírito: “A saudade serve para me dar a absoluta certeza de que ficaremos para sempre unidos...”.

Filomena Vieira e Milton Angélico, os pais do cantor continuam inconformados com a morte prematura do seu único filho, vítima de um violento acidente de viação, em junho de 2011 e incapazes de se desfazerem dos bens pessoais de Angélico.

“É uma maneira de o sentir um pouco mais perto… É uma dor muito grande”, afirma Filomena Vieira.

Luís Borges, Eduardo Beauté, Ana Sofia Martins e Edmundo Vieira foram apenas alguns dos muitos amigos presentes na homenagem ao cantor.

Comentários