Paixões inesquecíveis

Os casais mais trendy da história entre o amor e o estilo

Escolher os casais mais trendy da história implica falar daqueles de que gostamos mais, daqueles de que gostamos muito e daqueles a que gostaríamos de pertencer. O corpo dela , a pinta dele ou o amor dos dois? Tudo! Isso nem sequer é pergunta que se faça... Se um casal apaixonado irrita muita gente, um casal apaixonado, em que ambos foram dotados de atributos físicos para além do mundo real, irrita muito mais!

Infelizmente, a justiça divina não calha a todos e, como comuns mortais que somos (porque estes casais não são deste mundo), temos de nos contentar com o que temos. A cara gira e o namorado feio, o rabo grande e o marido lindo, os dois giros e desempregados ou, com muita sorte, um pouco de tudo. Excluindo, é claro, a detenção do título de casal mais trendy da história.

Jane Birkin e Serge Gainsbourg

Não é a primeira, nem a segunda, provavelmente nem a terceira vez, que falamos neste casal na revista. Há qualquer coisa na dupla Jane&Serge que nos tira o fôlego. Ele, lado a lado com James Dean, encarna na perfeição a razão que levou o ato de fumar a transformar-se em algo desesperadamente cool. Ela, do alto da sua classe, dá nome a umas das it-bags mais procuradas de sempre, a Birkin da Hermès. Os dois, na redoma da sua uniqueness, elevam a palavra amor a um patamar que dificilmente conseguiremos atingir.

David Beckham e Victoria Beckham

Senhoras e senhores, deixem-me apresentar-vos a rainha e o rei de Inglaterra. A posh spice da girlsband Spice Girls e o futebolista mais cobiçado pelo plantel feminino, constituem, sem sombra para dúvida, um dos casais mais trendy de todos os tempos. Os quatro filhos lindos que têm são apenas a gota de água para a inveja universal que os rodeia.

Brad Pitt e Angelina Jolie (Brangelina)

A perfeição existe e chama-se Brangelina. Ela é a mais desejada por eles, ele é o mais desejado por elas e os dois estão juntos para gáudio de muitos fãs e para desespero de outros. Não bastando serem naturalmente maravilhosos, Angelina Jolie e Brad Pitt são talentosos na arte de representar e, para terminar em beleza, conseguiram constituir uma família grande e unidade, onde tudo parece correr sobre rodas. A cereja no topo do bolo é a famosa carta que o ator escreveu à mulher, num momento em que esta se encontrava menos bem, demonstrando como ele é, de facto, o homem que todas as mulheres gostariam de ter.

Angelina e Pitt

Anita Pallenberg e Keith Richards

O rock 'n' roll e a moda de mãos dadas e a certeza da contribuição de Anita Pallenberg para o sucesso da banda Rolling Stones obrigam-nos a nunca esquecer a atriz-modelo de origem italiana. Depois do envolvimento com Brian Jones, foi com Keith Richards (da mesma banda) que a relação deu frutos. Tiveram três filhos e uma vida em conjunto até 1980.

Johnny Depp e Vanessa Paradis

Quando pensámos em Johnny Depp, e antes de nomear a cantora francesa Vanessa Paradis, Kate Moss foi o nome que surgiu imediatamente. De facto, foram, na época, o casal. No entanto, foi com a também atriz francesa que o seu incontestável estilo natural mais brilhou, levando para a passadeira vermelha toda a sua sabedoria e linguagem high fashion.

Sienna Miller e Jude Law

Se existe (ou existia) um casal perfeito, daqueles que olhamos e pensamos isso mesmo «Lá vai o casalinho perfeito», Jude Law e Sienna Miller eram esse casal. Os dois perfeitinhos, os dois bonitinhos, os dois loirinhos, os dois lindos, ingleses, chiques, civilizados e um sem número de adjetivos que os tornavam no têm tudo para serem felizes para sempre. Mas, infelizmente, não foram.

Texto: Pureza Fleming

Comentários