Neymar suspende “Playboy”

O jogador conseguiu que a edição brasileira de junho da revista fosse proibida.

Neymar conseguiu que a justiça brasileira proibisse a venda da edição de junho da revista “Playboy”, onde o nome do jogador brasileiro é referido como ex-affair de Patrícia Jordane, a capa da publicação.

A notícia foi divulgada através de um comunicado no site oficial do jogador: “(…) A editora, além de divulgar uma mentira sobre a vida pessoal do Neymar Jr, utilizou indevidamente o seu nome, ou seja, sem a autorização da NR SPORTS, empresa dos pais do atleta e única detentora dos direitos de exploração da imagem, nome e seus atributos.

“Também foi determinado à Editora Abril, a retirada de todos os exemplares que já estão à disposição do consumidor.

“A revista Playboy, que traz a capa intitulada ‘A Morena que Encantou Neymar’, também não poderá ser veiculada de forma publicitária”.

A brasileira Patrícia Jordane reagiu à suspensão da venda da revista com indignação: “Porquê isso agora? Já estamos no fim do mês”, afirmou à imprensa brasileira.

Neymar, de 22 anos, assumiu há cerca de dois meses o namoro com a atriz e modelo brasileira, Bruna Marquezine, de 18 anos, que tem manifestado o seu apoio ao namorado, ao serviço da Seleção do Brasil, nas redes sociais.

Comentários