Mónica Sintra

Entrevista com Mónica Sintra Mónica Sintra e Sérgio Moreira separaram-se poucas semanas após o nascimento do filho Duarte. A cantora encara o rompimento sem dramas ("Somos melhores amigos do que namorados") e acredita que o menino vai crescer "num ambiente saudável".

Como está o Duarte?
Está óptimo, faz quatro meses no dia 8 de Abril (hoje mesmo). Está naquela fase em que acorda às 5 da manhã para palrar e eu tenho de ter conversa para ele senão fica chateado (risos). Está numa fase fantástica. Para mim cada dia é uma descoberta. E a maternidade também foi uma descoberta para a Mónica?
Se soubesse que era assim tão bom já tinha sido mãe há mais tempo. É um amor inigualável. Às vezes é sufocante também. Por exemplo, sei que ele está bem com quem está neste momento, mas cada minuto em que não estou ao pé dele parece que perco qualquer coisa. É sem dúvida um momento mágico o que estou a viver. Têm sido, então, quatro meses intensos...
Sim. Só há cerca de duas semanas é que comecei a sair para ir ao ginásio e para começar a tratar de mim. Já tinha gravado o meu novo trabalho quando estava grávida para, precisamente, poder agora desfrutar do Duarte. Agora que o trabalho está quase a sair, tenho que retomar a rotina e ir ao ginásio, às aulas de canto e tudo o resto. Já recuperou a forma?
Sou seguida pelo dr. Fernando Póvoas que me disse - e muito bem - que aquilo que ganhei em 9 meses não posso querer perder num mês ou dois. Para além disso, tenho tido a ajuda de um ‘personal trainer', o António Pereira, que tem sido uma grande ajuda. A Mónica e o Sérgio Moreira romperam o relacionamento há poucas semanas. Como está a atravessar esta fase da maternidade sozinha?
Não estou a atravessar esta fase sozinha. O Sérgio continua a ser uma pessoa presente, tanto na minha vida como na vida do Duarte. Além disso, tenho o acompanhamento da minha mãe, das minhas amigas e dos pais do Sérgio. Esta separação não é, de forma alguma, um momento difícil pelo qual esteja a passar. Se me perguntar se é a situação ideal, não é. Mas foi aquela que aconteceu e é a que, provavelmente, vai fazer com que o Duarte seja mais feliz, sendo eu e o Sérgio bons amigos. A Mónica é uma cantora romântica mas, neste momento, está dedicada à maternidade e sem companheiro. Vai ser difícil voltar a vê-la apaixonada?
Se formos por aí até canto mais o desamor que o amor. Se calhar isto é karma (risos). Acho que a paixão vem quando menos esperamos. Neste momento, estou a sair de uma relação e nem sequer penso muito sobre isso. A minha grande prioridade é o Duarte e o meu trabalho. São as duas coisas que me mantêm mais feliz e ocupada. O Sérgio vai acompanhar de perto o crescimento do Duarte?
Claro. Por exemplo, para eu vir a este evento (cocktail inaugural do "Dolce Vita Feelwoman Touch") o Duarte está com o Sérgio. Há um acompanhamento da parte do pai. Daí eu dizer - e isto não é frase feita é mesmo o que sinto - que eu e o Sérgio somos muito melhores amigos do que namorados. Isso vai fazer com que o Duarte cresça num ambiente saudável e feliz e é isso que nós pretendemos. Entretanto tem um novo disco prestes a sair...
Neste momento vou criar a minha própria editora para fazer o lançamento do meu CD, lá para Maio.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários