Medo de morrer faz Adele deixar o vício

"Se eu tivesse continuado a fumar provavelmente tinha morrido", disse a cantora.

Adele confessou que parou de fumar porque tinha medo de morrer, adiantou o site Daily Mirror.

"Se eu tivesse continuado a fumar provavelmente tinha morrido de uma doença qualquer provocada pelo tabaco, e isso teria sido muito mau. Se eu estivesse a morrer de cancro do pulmão teria sido provavelmente por o ter potenciado em mim e isso não era uma coisa de que me orgulhasse", disse a cantora.

A artista confessou que fumava 25 cigarros por dia quando teve que cancelar os seus concertos, em 2011, depois de ter ficado sem voz. Depois da operação os médicos disseram que a sua carreira iria durar mais se ela deixasse de fumar.

O site adiantou ainda que o pai da cantora britânica, Marc Evans, de 53 anos, também teve cancro no intestino.

artigo do parceiro: NM

Comentários