Manuela Moura Guedes censurada

Um “post” da jornalista a expressar o seu descontentamento em relação à TVI e às decisões editoriais da estação desapareceu do Facebook.

Manuela Moura Guedes foi censurada no Facebook

Manuela Moura Guedes fez saber, através de um “post” no Facebook, que sofreu de censura na rede social em relação a um desabafo que fez no passado dia 15, onde manifestava o seu descontentamento em relação à TVI e às decisões editoriais da estação, especialmente no que diz respeito à política.

No seu “post” de 15 de setembro, escreveu a antiga pivot da TVI: “O crescimento do emprego na Europa é uma excelente notícia para Portugal e para os portugueses, principalmente porque diz respeito a um dos maiores problemas do país e que afeta diretamente as pessoas. Ora, por tudo isto, era natural que fosse uma das principais notícias do dia ou pelo menos ,que não fosse mandada quase para o fim do jornal, como aconteceu na TVI. Faltavam seis minutos para as 21h00 quando deram a notícia. O mais curioso é que até tinham já incluído no jornal o programa do Ricardo Araújo Pereira que de Informação não tem nada. É claro que isto é uma opção editorial e política. Só quem estiver distraído é que não reparou na campanha a favor de António Costa que a TVI está a fazer”.

Segundo o que Moura Guedes conta hoje, o “post” desapareceu misteriosamente: “Anteontem à noite, publiquei, aqui nesta minha página pessoal, um comentário sobre o que tinha acabado de ver na TVI e que, por ser tão óbvio, era mais uma prova da manipulação vergonhosa que a estação tem estado a fazer a favor da campanha de António Costa. Bom, como se pode verificar, a minha publicação desapareceu! Evaporou-se!... Como não fui eu que a apaguei , só me resta concluir que alguém não gostou do que escrevi e censurou. Já não bastava terem censurado um jornal nas vésperas das eleições de 2009 porque não agradava aos socialistas, agora vão ao ponto de me cortarem a liberdade de expressão no meu espaço pessoal. Os donos da TVI são os mesmos, os espanhóis que em Espanha detêm o jornal El País, afecto ao PSOE. É o vale tudo”.

O apoio por parte dos seus seguidores não se fez esperar com muitos a desejarem o regresso da jornalista ao ativo.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários