Luís Borges quase ia preso

O manequim teve problemas com a polícia de Londres, por causa de uma mala.

O manequim Luís Borges teve problemas com a polícia de Londres, por causa de uma mala de viagem que pediu para lhe guardarem numa loja, enquanto fazia umas comprinhas.

Num texto colocado no Facebook, o marido do cabeleireiro Eduardo Beauté conta que deixou a mala junto à caixa de uma loja TopShop, com o consentimento da funcionária, e que esta acabou por chamar a polícia enquanto ele estava no primeiro andar a ver umas peças de roupa.

Interrogado pelos agentes, o manequim teve de explicar o seu comportamento e ficou a saber que pode ser muito perigoso “abandonar” assim uma mala em Londres, nestes tempos de ameaça terrorista.

“A polícia informou-me que não podia deixar assim a mala abandonada na loja (quando na verdade foi a empregada que me disse que não havia problema).

Expliquei que não tinha nenhuma bomba lá dentro, apenas roupa. Lá me fizeram abrir a mala e começaram a ver o conteúdo (deviam querer ver as últimas tendências…). Perceberam que eu não sabia que não podia ter aquele comportamento em Londres e deixaram-me seguir o meu caminho”, escreve o manequim.

“Acreditem que nunca mais deixo a minha mala de viagem sozinha e abandonada… Para a próxima podem querer ficar com a minha roupa…”, conclui Luís Borges, em tom irónico.

Comentários