Lili Caneças: “Nasci bonita, loura e inteligente”

A velha rainha do “jet set” faz revelações que vão ficar para a história.

Como conquistou a fama, como era na adolescência, os homens que teve, as festas a que vai, as dificuldades que passou... A socialite Lili Caneças abriu-se à revista "Única", do semanário "Expresso" e, numa entrevista de 11 páginas, aumenta o número de declarações suas que vão entrar para a história.

A "tia" é quem faz a primeira pergunta, mortinha por saber porque se interessou o semanário em entrevistá-la. "Curiosidade", respondem as jornalistas Ana Soromenho e Isabel Lopes.

Lili começa a falar logo ao ataque: "Acham (os portugueses) que sou uma tonta e que tenho um mundo muito pequenino. Já me aconteceu estar a conversar com um jornalista e ver a cara dele desmoronar-se como quem está a pensar ‘queria acabar com ela e não consegui'."

A fama, garante ela, chegou-lhe por acaso, sem a procurar. "A vida não a escolhi. Nunca me preocupei em ter uma boa imagem porque, como nasci bonita, sempre a tive. Assim como nasci loura e inteligente, tive acesso à cultura, viajei pelo mundo e conheci todas as pessoas que quis conhecer", conta a socialite.

Lili afirma ser alvo de inveja, "porque tive uma vida fantástica. Fui a todo o lado e passeei-me como uma rainha".

Ela não duvida que na adolescência teria sido capaz de conquistar o seu ídolo, o actor norte-americano Marlon Brando. Eis a fórmula: "Era muito lolita. Chegava lá e dizia: ‘Tenho 15 anos, chamo-me Alice e venho do País das Maravilhas para casar contigo'".

Lili esteve casada 17 anos com o empresário Álvaro Caneças e afirma ter pedido o divórcio porque queria ser livre para trabalhar. Agora, fala do sexo masculino com uma certa mágoa. "No fundo, os homens da minha vida o que sempre quiseram foi passear-me por uma trela e exibir-me."

Depois do divórcio, Álvaro Caneças ainda continuou a sustentar Lili e a filha de ambos, Rita, que ficou com a mãe. Mas quando ele descobriu que a "tia" já tinha um namorado, fechou-lhe a torneira. "Quando soube que eu tinha um namorado, o John (que ele conhecia porque tinha andado anos atrás de mim), mexeu nas contas... Eu e a minha filha passámos mal."

Apesar de apertada com as contas, Lili afiança que nunca perdeu o glamour: "Quando não tinha dinheiro para pagar uma empregada e tinha de aspirar a casa, pensava ‘ombros direitos, barriga para dentro, faz de conta que estás no ginásio e aspira'".

Lili garante que vive do seu trabalho como comentadora no programa "Você na TV!", que não ganha dinheiro para ir às festas por não ter preço e que não anda vestida à borla.

Jura não ser "burra, inculta e retardada" e promete que a fase das futilidades chegou ao fim, porque agora vai ser actriz, aos 64 anos. "Aqui acaba a Lili Caneças e começa a Maria Alice de Carvalho Monteiro."

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários