Kate Moss desmente anorexia

A modelo britânica jura que nunca sofreu da doença e diz que até gostava de ser mais cheinha.

Apesar da extrema magreza, a modelo britânica Kate Moss desmentiu os boatos de anorexia que a perseguiram ao longo da sua carreira, na edição de Setembro da revista norte-americana "Interview".

Kate, de 34 anos, afirmou que nunca foi anoréctica. "Portanto, nunca cheguei a esses níveis de magreza", ressaltou. "Embora nunca tenha sido ossuda, recordo-me de ter pensado ‘não quero estar tão magra'", reconheceu ela.

Na década de 1990, a modelo, que mede 1,70 metro, chegou a pesar 45 quilos. "Quando fazia desfiles e viajava na classe económica, nunca ninguém me deixava comer. E ficava em hotéis tão baratos que não tinham serviço de quarto", afirma.

A britânica, que nos últimos anos protagonizou escândalos por uso de drogas e pela relação conturbada com o cantor Pete Doherty, confessou que passava muito tempo sem comer, "mas não foi de propósito". "Ia aos desfiles e em nenhum lugar havia comida. Fazia desfiles uns atrás dos outros e nem me lembrava de comer", contou ela.

Kate Moss, que teve uma filha com o editor Jefferson Winston Hack, ainda se lembra de "estar um dia na casa de banho, olhar-me no espelho e odiar ver-me tão magra". A protagonista de várias campanhas publicitárias  critica também os implantes de silicone, que qualifica de "horríveis".

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários