Judite Sousa fala sobre o seu divórcio

Jornalista afirma que o casamento com Fernando Seara “é uma página virada” e confessa-se “desiludida” com os homens.

A jornalista Judite Sousa falou ontem, pela primeira vez, sobre o fim do seu casamento com Fernando Seara, presidente da Câmara de Sintra e um dos candidatos ao Município da capital nas próximas eleições autárquicas.

Interrogada pelos repórteres de Sapo Fama sobre a “fase mais delicada que estaria a viver a nível pessoal”, a pivô da TVI encerrou o assunto desta maneira: “Que fase difícil? Não estou a viver nenhuma fase difícil. O meu divórcio é uma página completamente virada na minha vida. Um assunto arrumado, sobre o qual não devo, não quero e não vou dizer nem mais uma frase. Comecei a escrever uma nova página…”, afirmou Judite, com um sorriso.

A jornalista de 52 anos acabava de apresentar o seu livro “Álvaro, Eugénia e Ana”, sobre a vida privada de Álvaro Cunhal, no El Corte Inglés, em Lisboa, perante uma vasta plateia de amigos e destacadas figuras da política nacional.

No discurso da praxe, na hora dos agradecimentos, Judite de Sousa já havia feito uma referência indireta à sua rutura com Fernando Seara, sem referir o nome do ex-marido: “Quero agradecer ao meu filho, André, o meu grande amor, o homem da minha vida e o único homem que nunca me desiludiu…”, disse a pivô da TVI.

Judite e Seara casaram-se pelo civil em março de 2003 e divorciaram-se em 24 de julho deste ano, entre rumores de “traição conjugal” por parte do autarca de Sintra.

Comentários