Judite Sousa escreve livro sobre o filho

“É doloroso mas senti-me obrigada, no meu íntimo, a deixar algo para a posteridade”, explica a jornalista.

Judite Sousa apareceu pela primeira vez num evento público, no passado sábado, três meses depois da perda seu único filho, André Bessa, vítima de um acidente numa piscina em Azeitão, aos 29 anos.

Ainda de semblante carregado, olhar triste e voz embargada, a jornalista e subdiretora de informação da TVI reuniu forças para assistir ao lançamento do livro “A Chave de Salomão”, do amigo e colega de profissão José Rodrigues de Santos.

Sentada na primeira fila da vasta plateia de admiradores que o escritor juntou na FIL, em Lisboa, Judite Sousa demonstrou que está cada vez mais forte para conseguir enfrentar o dia-dia.

“Tenho recebido muito carinho das pessoas. Há tragédias na nossa vida que fazem com as pessoas que não nos conhecem passem a ter uma outra opinião sobre nós. Acontece com todas as pessoas e, claro, também acontece comigo”, disse-nos a jornalista, que se prepara para lançar um livro de homenagem ao filho desaparecido.

“Tem sido um processo doloroso mas senti-me obrigada, no meu íntimo, a deixar algo para a posteridade, para perpetuar aquilo que ele foi”, explicou Judite Sousa, emocionada, sobre a sua decisão de escrever uma obra que pretende passar “uma mensagem de grande saudade e de fortes memórias” do seu filho.

“Os Nossos Príncipes” irá contar com testemunhos das pessoas mais próximas de André Bessa e de personalidades de diversas áreas e será lançado “em breve”, sem apresentação pública.

Os direitos de autor deste livro reverterão para instituições carenciadas.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários