José Castelo Branco não paga

Condenado em tribunal por difamação, o “conde” recusa-se a pagar 5 mil euros.

Condenado em tribunal por difamação, José Castelo Branco recusa-se a pagar ao queixoso (Paulo Pereira da Cruz) a indemnização decretada pelo juiz: 5 mil euros.

O “marchand” de arte, de 49 anos, afirma que se sente “injustiçado” e garante que não vai pagar um cêntimo. “Prefiro a prisão”, disse ele ao jornal “Correio da Manhã”.

Castelo Branco sustenta que não difamou ninguém: “Fiz um comentário inocente. Disse apenas que o Paulo Pereira da Cruz tinha bebido uns copos a mais quando houve o acidente (no qual Maria das Dores, a socialite presa por ter encomendado o homicídio do marido, perdeu o braço esquerdo).”

Sublinhando que “é raro” encontrar “um juiz digno” nos nossos tribunais, o famoso “entertainer” nem sequer se preocupa com o aumento da dívida, por via dos juros: “Contem os juros que quiserem, mas não levam um euro meu. E da Betty (mulher de Castelo Branco) também não podem agarrar nada. Somos casados com separação total de bens”, sublinha o artista.

Comentários