Jornal pede desculpa a Clooney

O britânico “Daily Mail” especulou sobre o casamento do ator.

O ator George Clooney criticou o jornal britânico “Daily Mail” por ter publicado uma reportagem "completamente fabricada" sobre seu próximo casamento. O texto informava que sua futura sogra é contra o enlace com a advogada Amal Alamuddin “por questões religiosas”.

Nessa reportagem, apenas publicada no site do jornal e posteriormente retirada, garantia-se que a mãe da noiva tinha dito à família que não estava contente com o matrimónio e que a sua filha deveria casar-se com um druso, a religião da família.

“Primeiro, nada dessa história é factualmente verdadeiro", comentou Clooney. "A mãe de Amal não é drusa. Ele não está em Beirute desde que eu e Amal começámos a namorar e não é de forma alguma contra o casamento - mas nada disso é o problema…", acrescentou.

O pior de tudo, segundo o ator, é que a reportagem afirmava que, pelo fato das núpcias não seguirem as regras da religião drusa, a esposa poderia ser expulsa da comunidade. “A irresponsabilidade, hoje em dia, para explorar diferenças religiosas onde não existem, é no mínimo negligente e certamente perigosa”, rematou Clooney.

Mais tarde, o “Daily Mail” removeu o texto da internet, pediu desculpa a todos os envolvidos e anunciou que iria investigar melhor este caso.

Comentários