João Malheiro chora morte da namorada

João Malheiro chora morte da namorada Helena Mascarenhas foi encontrada morta em casa.

O namoro era discreto, mas já durava há largos meses. E acabou de forma trágica: João Malheiro perdeu a namorada, Helena Mascarenhas, que morreu subitamente na noite de sexta para sábado.

"Estou completamente desolado com a morte súbita", disse o jornalista ao jornal "24 Horas".

Helena e João jantaram juntos na sexta-feira e tinham combinado ir almoçar no sábado à costa alentejana. De manhã, como ela não aparecia, o namorado ligou-lhe com insistência, mas não obteve resposta.

De acordo com a sua própria versão, Malheiro contactou então o pai de Helena, o ex-jornalista Eduardo Mascarenhas, que se deslocou ao apartamento da filha, no bairro lisboeta de Telheiras.

Malheiro foi a seguir e conta o que viu: "Estava deitada na cama, de pijama, a cabeça pousada na almofada, com um livro ao lado", disse o comentador do programa "Fátima", da SIC. "Ela sofreu qualquer coisa fulminante, que não lhe deu tempo de reacção."

Esta morte misteriosa deverá ser explicada pela autópsia que deverá ser concluída ainda hoje. Segundo Malheiro, a namorada não fumava, não bebia e mantinha um estilo de vida saudável. O corpo está a ser velado na Igreja do Lumiar.

Esta é a segunda morte que atormenta a vida de João Malheiro nos últimos meses. Em Dezembro de 2007, o pai do jornalista, o advogado João Fernandes, morreu aos 80 anos de idade.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários