Iva Lamarão acredita no Pai Natal

Miss Portugal 2001, manequim e apresentadora da SIC, Iva Lamarão diz a SapoFama que, aos 30 anos, ainda acredita no Pai Natal. Duvida é que alguém lhe venha a pôr no sapatinho a prenda que mais deseja…

Que prenda natalícia gostaria de receber este ano?

Um cão! Já ando a pedi-lo há imenso tempo e nunca comprei ou adotei um porque lá em casa ninguém me dá força… Mas se me oferecerem vou adorar. Gostava tanto de ter um cão para me fazer companhia, sobretudo agora que vivo sozinha em Lisboa! Já estão todos fartos de me ouvir com esta história. Os meus amigos dizem que tenho vida para ter um cão, o meu namorado diz logo “nem pensar” e a minha mãe “não quero ter um cão cá em casa”. Portanto, já ficarei satisfeita em estar bem com os meus pais, em família e todos com saúde. Isso é o principal.

Este Natal vai ser mais contido por causa da crise?

Nunca faço grandes extravagancias no Natal, mas compro sempre os miminhos para as pessoas de que mais gosto, como os meus pais, a minha irmã, o meu namorado e a minha avó. Prefiro poupar noutras alturas do ano.

Mas os presentes não passam só pelo consumismo, basta um miminho. Gosto de ver a minha mãe desembrulhar presentes, ela ainda tem aquele toque de menina que fica curiosa para perceber o que é. Nós temos de esconder as prendas porque ela vai lá espreitar… (risos).

Qual é o presente mais difícil de escolher?

É o do meu namorado (André Santos, futebolista do Vitória de Guimarães). É muito complicado escolher porque ele não usa acessórios. Tem um estilo muito desportivo e é mesmo complicado. As coisas mais simples são as que ele mais aprecia. Uma vez dei-lhe uma pulseirinha da sorte, uma coisa simples que me deve ter custado dois euros numas férias, e ele usa-a sempre até a jogar. Para ele os presentes têm de ser simbólicos e isso dificulta ainda mais a escolha. 

Como são as suas tradições de Natal?

Normalmente passo sempre o Natal com os meus pais, em Ovar, e a passagem do ano com o meu namorado.

O que não pode faltar no seu Natal?

A lareira e a família.

Tem alguma iguaria de Natal a que não resista?

O pão-de-ló de Ovar, que é ótimo, os ovos moles e os pastéis de nata. Acabo por me vingar um bocadinho nesta altura porque no resto do ano uma pessoa não pode cometer excessos por causa da imagem… (risos) 

Ainda se lembra com que idade deixou de acreditar no Pai Natal?

Ainda acredito no Pai Natal. Para mim ele ainda existe na cabeça de todos nós.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários