Isabel Figueira não quer namorar

Três meses depois ter rompido o noivado com João Sotto Mayor, a apresentadora, manequim e atriz Isabel Figueira, de 33 anos, revela a SapoFama que pretende continuar livre como um passarinho nos próximos tempos. Quer concentrar-se no trabalho e nos seus dois filhos, Rodrigo, de 7, e Francisco, de um ano.

Está solteira desde março, altura em que terminou o relacionamento com João Sotto Mayor, pai do seu filho Francisco. Ainda não sente falta do romance na sua vida?

Nenhuma. Neste momento estou cem por cento dedicada ao meu trabalho e nos meus filhos. Foi algo que prometi a mim própria que iria fazer nos próximos anos. E também estou a precisar de tempo para mim.

Mas a Isabel continua a acreditar no amor?

Claro! Continuo a acreditar no amor e no casamento para o resto da vida… Sinto é que neste momento não estou tão disponível para isso. Saí há pouco tempo de uma relação de três anos em que estive noiva, em que tinha um filho pequenino, e sinto que, tão cedo, não vou estar para aí virada.

Digamos que ainda está a passar a fase do “luto” da relação…

Estou. Apesar das coisas terem ficado extremamente bem resolvidas entre nós - e quando isso acontece tudo o resto acaba por fluir - sinto que, profissionalmente, deixei assuntos de parte, dos quais, neste momento, não quero abdicar. Portanto, quero ter tempo para os meus trabalhos, para os meus filhos e para mim. 

A Isabel tem algum plano para gerir esse tempo?

Esse plano é sempre bem gerido no meu dia-a-dia. Quando, por exemplo, estou a fazer um workshop, estou a retirar algum tempo para mim. São exercícios interiores que acabam também por ajudar a descobrirmo-nos. É bom termos tempo para nós, para percebermos onde é que errámos durante a vida, o que podemos melhorar…

Como é estar em casa sozinha com dois “homens” muito pequeninos?

Quando passamos por estas situações pensamos sempre, ao início, que somos as únicas. Mas tenho conhecido imensas mulheres da minha idade que estão exatamente na mesma situação que eu. Muitas delas perguntam-me como me consigo manter alegre e seguir em frente. Julgo que temos de dar mais valor ao que temos, no meu caso dois filhos maravilhosos e saudáveis. Obviamente, o Rodrigo tenta ser o homem da casa. Como o irmão dorme mais tempo, tenho grande disponibilidade para ele. Gosto de lhe incutir um bocadinho de responsabilidade e ele respeita imenso. E é muito giro ver que não há ciúmes nem guerras entre os dois.

O Rodrigo também já ajuda a tomar conta do irmão?

Ele gosta muito de participar e até já ajuda a mudar as fraldas. Temos muito bom ambiente lá em casa.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários