Hugo Sequeira sem dinheiro

Doente e sem rendimentos, o ator vende entrevistas para sobreviver.

Doente, sem trabalho e sem dinheiro, o ator Hugo Sequeira está a vender entrevistas sobre as estranhas circunstâncias que o levaram a atirar-se do 2º andar do seu apartamento, na Parede, em julho último.

Segundo o jornal “Correio da Manhã”, o ator de 36 anos pede mil euros por cada entrevista, para “sobreviver” e, sobretudo, tentar arranjar fundos para lutar em tribunal pela custódia do filho, Xavier, de 3 anos.

Xavier está entregue aos cuidados da mãe, Dina Félix da Costa, ex-namorada de Hugo Sequeira, e o ator diz estar “dilacerado de saudades” do menino.

Numa primeira entrevista concedida à revista “TV Mais”, esta semana, o ator descreve assim os momentos dramáticos que o levaram a saltar da janela para a rua:

“O trabalho estava a correr mal e também estava a dar-me mal com a mãe do meu filho. (…) Comecei a ficar muito deprimido em relação ao meu filho porque fui confrontado com a divisão dele com a mãe e um pai emprestado. Estava em casa, comecei a ficar muito nervoso e comecei a chorar. Estava sentado junto à janela e, de repente, achei que só me salvava se saltasse…”

Na mesma entrevista, Hugo Sequeira revela que, três dias antes do salto para a rua, começou a entrar “em depressão profunda”, tendo cometido o erro de misturar vinho tinto com calmantes: “Descansei, mas acordei atordoado e bastou isso para ter o surto psicótico…”

O ator, que partiu duas vértebras na queda e foi diagnosticado com “depressão profunda e compulsiva”, esteve cerca de dois meses internado na Psiquiatria do Hospital de Cascais.

Hugo recebeu alta há cerca de uma semana e vive neste momento em casa de uma amiga, Sandra Loret, que assumiu a responsabilidade de o vigiar e cuidar dele. Toma cerca de dez comprimidos por dia, vai às consultas e faz terapia.


Comentários