Goucha e Cristina Ferreira atacam “imprensa má”

Apresentadores da TVI inspiram movimento de boicote à imprensa cor-de-rosa.

Poucas horas depois de Manuel Luís Goucha e Cristina Ferreira terem criticado na TVI a “maldade” de certos jornalistas das revistas cor-de-rosa, nasceu na internet um movimento de boicote à compra de publicações como a “TV Guia”, “Nova Gente”, “Flash”, “TV 7 Dias” e “TV Mais”.

Chocados com o conteúdo de seis páginas da “TV Guia”, que se lembrou de ir “esmiuçar” as desgraças das famílias de algumas crianças concorrentes do programa “A Tua Cara Não Me É Estranha – Kids”, os dois apresentadores atacaram este tipo de “violação da vida privada” e deixaram no ar um ideia…

“Existem pessoas muito más na imprensa em Portugal”, disseram eles, e “o giro era criar uma revista, a ‘Agora Bê Lá Se Gostas’, que fizesse aos jornalistas o mesmo que eles fazem às pessoas…”

Não tardou que alguém pegasse na sugestão e, passadas 24 horas, surgiu no Facebook a página “Agora Bê Lá Se Gostas”, que já soma mais de 2.500 seguidores e onde começaram a ser denunciados os “podres” de algumas figuras do jornalismo social da nossa praça.

Mais do que isso, este movimento evoluiu para um apelo direto ao boicote das publicações acima referidas, a começar já na primeira semana de março.

“Estas revistas não podem continuar a lucrar da maneira suja que lucram. (…) Crianças foram metidas ao barulho. Vamos boicotar juntos!” – clamam os promotores.

Perante este crescendo, Cristina Ferreira achou por bem voltar a intervir. Numa nota publicada no seu mural, a apresentadora demarcou-se das intenções dos “vingadores”. Escreveu que, embora compreenda a revolta, nem ela nem Goucha têm “nada a ver com a referida página”, nem se podem “solidarizar com a violação da intimidade de vida privada de quem quer que seja”, jornalistas incluídos.

Comentários