Gemidos de Sharapova incomodam Boris Becker

Gemidos de Sharapova incomodam Boris Becker “Há ali algo de sexual…”, acusa o ex-tenista alemão.

O ex-tenista alemão Boris Becker disse ontem à revista "Gentlemen's Quarterly" que a WTA (associação da tenistas profissionais) deveria proibir os gemidos exagerados e inadequados nas competições femininas.

"Às vezes, vejo os jogos da Maria Sharapova ou Serena Williams e não entendo o que acontece, porque há algo de sexual ali. Isso não pode continuar assim, algo tem de ser feito...", disse o antigo campeão.

Becker não é o único a criticar os famosos gemidos. Árbitros do circuito internacional têm condenado este tipo de ruídos, alegando que desorientam as adversárias, mas lembram que só podem intervir se for evidente que o barulho é propositado.

Ainda recentemente, a ex-tenista australiana Judy Dalton, de 70 anos, vencedora de nove títulos do Grand Slam, ameaçou lançar uma campanha para boicotar os famosos e sugestivos gemidos da bela russa Sharapova durante as partidas. "Se eu estivesse a jogar contra ela e Sharapova começasse com os tais gritos, abandonava o jogo e denunciava-a...", disse Judy.

Outro tenista australiano, John Newcombe, acredita que os gemidos de Sharapova irritam e desconcentram as rivais, já que, segundo afirma, uma das maiores preocupações de um jogador é escutar bem o som da bola a sair da raqueta adversária.

Esta polémica tem vindo a alimentar páginas e páginas da Net, com muitos internautas a defenderem ferozmente o direito de Saharapova aos gemidos, de preferência com um toque sexual...

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários