Fernanda Serrano conta o seu drama

A atriz que venceu o cancro da mama lançou o livro “Também Há Sinais Felizes”, no Teatro Tivoli, em Lisboa

Rodeada de amigos e admiradores, Fernanda Serrano lançou o livro “Também Há Finais Felizes” no Teatro Tivoli, em Lisboa, cinco anos depois de ter iniciado um combate vitorioso contra o cancro da mama.

Quatro duros meses de escrita, nos quais confessou ter chorado muito, resultaram numa história contada na primeira pessoa, onde são expostas dúvidas, angústias, medos e os pensamentos mais íntimos que enfrentou durante a fase mais difícil da sua vida.

“Quando me propus escrever este livro, pensei que o distanciamento destes cinco anos me iria permitir amenizar as memórias menos boas. Pura mentira. Foi muito duro, mas ainda bem que isso aconteceu, porque se calhar precisava deste confronto e de voltar atrás. Foi uma forma de terapia”, explicou a atriz ao SapoMulher.

Em “Também Há Finais Felizes”, Fernanda relata como foi surpreendida pela doença, no início de 2008, pouco depois de ter dado à luz a sua segunda filha, Laura. Depois dos tratamentos e consequente cirurgia, a atriz, que não podia engravidar, veio a descobrir, surpreendentemente, que ia ter uma terceira filha, Maria Luísa.

Tudo porque, segundo diz, o seu médico ginecologista cometeu um duplo erro: não só não atribuiu importância a um caroço que a atriz detetou num seio, como lhe colocou um DIU (Dispositivo Intra-Uterino) quando a atriz já estava grávida da terceira filha, Maria Luísa…

“O propósito do livro foi o facto de eu ter constatado que havia muitas pessoas que achavam que a minha terceira gravidez foi planeada numa fase primitiva do processo pós-oncológico. E tal não é verdade, não poderia ser tão irresponsável quanto isso e como tal resolvi partilhar a verdade”, sublinhou Fernanda.

Veja quem esteve presente no lançamento do livro “Também Há Finais Felizes”.


artigo do parceiro: Top Fama

Comentários