Família de Ronaldo faltou à festa

Mãe, irmãs e filho de Cristiano falham cerimónia da condecoração em Belém. Porquê?

Condecorado esta tarde pelo Presidente da República com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, Cristiano Ronaldo não pôde contar com a presença da família mais próxima.

Algo de importante deverá ter acontecido porque, ao contrário do que toda a gente esperava, nem o filho, Cristianinho, nem a mãe, D. Dolores, nem as irmãs Aveiro apareceram na Sala das Bicas do Palácio de Belém, palco da cerimónia.

Enquanto jornalistas e convidados especulavam sobre tais ausências, Ronaldo aproveitou o breve discurso de agradecimento para referir, em dado passo, que a sua família não pôde estar no evento “por motivos pessoais e profissionais”.

Um esclarecimento que terá convencido uma parte da plateia, mas que foi considerado insuficiente pelos mais curiosos.

Fora isso, a cerimónia decorreu em ambiente sereno, aqui e ali com momentos de emoção, com o Presidente Cavaco Silva a elogiar todas as grandes qualidades pessoais e profissionais de Cristiano Ronaldo, “um embaixador de Portugal com presença simultânea em todos os continentes”.

Entre os convidados, destaque para a presença de uma comitiva do Real Madrid liderada pelo presidente Florentino Perez, altos quadros da Federação Portuguesa de Futebol e uma vasta delegação do Sporting que incluía o presidente do clube e o primeiro treinador de Ronaldo nos “leões”, Aurélio Pereira.

Clique em Fotos, sobre a imagem, e veja como Ronaldo viveu mais um momento de glória.

Comentários