Eusébio: festa dos 66 anos sempre a puxar pelo Benfica

Eusébio: festa dos 66 anos sempre a puxar pelo Benfica A combinação de dois seis na idade trouxe a Eusébio da Silva Ferreira a recordação do momento mais alto da sua carreira como futebolista: o Mundial de Inglaterra de 1966, em que foi o melhor marcador da competição e eleito o melhor jogador. "É inevitável não fazer essa associação", disse o rei do futebol português, sexta à noite, no jantar comemorativo do seu aniversário.

A festa dos 66 anos de Eusébio juntou mais de 60 familiares e amigos, num jantar no Linhó, em Sintra. "São muitos anos para uma pessoa que quando nasceu não pensou viver até aos 66 anos, chegar a esta idade", disse. Velhos companheiros do Benfica e da selecção nacional e personalidades de outras áreas da sociedade juntaram-se à comemoração, como Hilário, "o irmão mais velho" do Mundial 66, o cantor angolano Bonga, os treinadores Toni, Humberto Coelho e Mário Wilson, o presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara, o ex-bastonário da Ordem dos Advogados, Rogério Alves, Joaquim Evangelista, João Malheiro e Mónica Sintra. Além, claro, do seu núcleo familiar mais íntimo, como a mulher, Flora, as duas filhas e o netinho, com quem avô Eusébio se fartou de brincar.

Durante os cerca de dez minutos em que esteve a falar com a Imprensa, o craque não parou de receber telefonemas e SMS de amigos que não puderam comparecer. "Hoje é um dia especial. Tenho pena que todos os meus amigos espalhados pelos quatro cantos do mundo não possam estar presentes", disse o famoso nº 10.

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, enviou um fax a Eusébio, a justificar a ausência. "A razão é o nosso Benfica", começou ele por escrever. "Sinto-me um privilegiado pela oportunidade ímpar de convívio com um ser humano cheio de virtudes", acrescentou Vieira.

Eusébio retribuiu o elogio com um pedido de prenda: "O único presente que queria mesmo era a vitória do Benfica sobre o Guimarães!" Horas depois, ontem à noite, os jogadores encarnados acabariam por fazer-lhe a vontade."Eu nasci para jogar futebol, é a única coisa que eu sei...", disse, ainda, Eusébio no jantar, resumindo o essencial de toda uma vida."Continua o mesmo garoto de sempre"

Flora, mulher do "King", como Scolari chama a Eusébio, contou que o dia de anos do marido "foi como outro dia qualquer". "Estivemos ocupados com as nossas rotinas e só agora à noite é que ficámos livre para comemorar", disse ela ao SapoFama. Flora, com quem o "pantera negra" está casado há 43 anos, ofereceu um relógio como prenda. "Depois de tantos anos juntos, já sei bem do que ele gosta."

Ela frisou que a passagem dos anos não mudou o jogador: "Ele continua a ser o mesmo garoto de quando o conheci. Não mudou nada, apenas ficou mais maduro."

Sobre os rumores recentes de crise no casamento, Flora foi peremptória: "Muitas das coisas que se dizem por aí não são verdadeiras. Por enquanto, continuamos juntos. É claro que, às vezes, algumas discussões agitam a nossa vida, mas não é nada que não resolvamos."

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários