Confissões de Irina Shayk

Entrevistada em Los Angeles, onde posou ao lado do ator Patrick Dempsey para a coleção primavera/verão 2014 da Sacoor Brothers, a bela namorada de Cristiano Ronaldo revela aqui alguns segredos da sua vida agitada.

-Ser modelo de roupas de Verão e ter de fotografar no frio do Inverno... Está habituada?

Bem, é o costume. Estamos em Los Angeles a fazer esta magnífica campanha primavera/verão. O tempo não está lá muito bom, mas a verdade é que estou entre palmeiras, numa praia linda com um mar espetacular e a usar roupas maravilhosas e muito confortáveis. 

-Como russa está habituada ao frio, não está?

Bem, acho que é errado as pessoas dizerem: ‘És da Rússia, então podes deitar-te nua na neve’. Sou um ser humano, tenho frio como os outros. Mas, sim, cresci na neve e era habitual estarem menos 35 graus na minha cidade natal, pelo que não me posso queixar. 

-“Rio de Janeiro” é o tema desta coleção primavera-verão da Sacoor. Já lá esteve?

Não, ainda não. Mas é engraçado, pois muitas pessoas pensam que sou do Brasil. O meu pai é tártaro e a minha mãe é russa, pelo que as pessoas dizem: ‘Parece mesmo que és do Brasil’. Mas não sou, sou da Rússia e já estive algumas vezes no Brasil. É um país bonito, com uma cultura magnífica e tempo óptimo. Tudo é magnífico no Brasil. 

-A Irina é um exemplo de sucesso e trabalhou muito para o obter. Acha que é uma “workaholic”?

Claro, de certeza que sim. Acho que também se deve à forma como cresci, numa aldeia muito pequena no meio de nenhures. O meu pai faleceu quando eu tinha 14 anos e a minha mãe teve de deixar o trabalho dela. Era pianista. Teve de arranjar outros dois empregos para fazer face às necessidades da família. Vejo a minha mãe como uma mulher forte, que precisou de trabalhar muito. Aprendi com ela que o sucesso é o resultado de muito trabalho. 

-Será que a veremos um dia destes passar de modelo para o cinema? Conseguiu o papel de Mégara no filme “Hércules”, que vai estrear brevemente... 

Bem, ser actriz é completamente diferente de ser modelo. Até aqui, nesta campanha, quando trabalhei com o Patrick Dempsey, dei por isso… Consigo vê-lo como ator por causa da maneira como se move à frente da câmara, da maneira como ele está a fazer as fotos. É completamente diferente da maneira de como eu me faço. Eu nunca andaria e falaria ao mesmo tempo para a câmara, a minha cara podia ficar estranha. São dois trabalhos diferentes. Para ser actriz é preciso estudar e ser magnífica. Eu sou daquelas pessoas que adora fazer tudo perfeito, embora às vezes falhe, mas sou uma perfeccionista. Este ano gravei o meu primeiro filme e foi uma experiência espantosa, pois o realizador era o Brett Ratner, que é um dos meus realizadores preferidos. O meu papel era minúsculo… mas poder estar atrás da câmara e ver como este filme se fez, como criaram esta espantosa parte da história da mitologia grega… já foi também muito bom. Foi um grande desafio, também pelos trajes magníficos. Ser atriz é diferente de ser modelo, mas nunca se sabe. Ser modelo abre imensas portas e às vezes temos de aproveitar e correr o risco. 

-Mora a maior parte do seu tempo em Nova Iorque?

Bem, é difícil dizer onde moro, porque quando se é modelo é difícil dizer onde moramos. Viajo muito, mas moro entre Madrid e Nova Iorque. Mas passo a maior parte do meu tempo no avião, com as minhas malas. É difícil, mas adoro. 

-Não tem nenhum sítio a que possa chamar casa?

O sítio a que posso chamar casa é o sítio onde me sinto bem. Adoro Los Angeles, pelo que pode ser a minha casa. Estou a gostar imenso de estar aqui convosco, neste cenário magnífico e a trabalhar com estas pessoas espantosas. Neste momento da minha vida, na realidade, não sei dizer onde é a minha casa. A minha casa é algures lá fora a viajar entre as cidades. 

-O que faz nos seus tempos livres? Ouvimos dizer que gosta de ler e que, durante algum tempo, não teve televisão em casa... 

Esses tempos já passaram. Agora tenho cinco televisões. Mas não gosto muito de televisão. Adoro ler. Adoro dormir. Consigo dormir mais de 12 horas. Gosto de ir ao cinema, sair com os meus amigos, desfrutar o dia. Não tenho muito tempo livre, mas não me posso queixar, gosto de andar ocupada. Mas quando tenho tempo livre, gosto de me divertir. Adoro ir a um spa, como qualquer mulher russa. Adoro ir à manicura, pedicura, massagem. 

-Qual é o seu segredo de beleza?

Bem, acho que o mais importante é sermos bonitas por dentro. O segredo é sentirmo-nos bem com o nosso corpo, pouco interessando se somos altas, magras ou gordas. Acho que temos de acordar de manhã, olhar para o espelho e dizer: ‘Sabes que mais, adoro o meu corpo, adoro ser como sou e sou linda’. E este é o principal segredo da beleza, gostarmos de nós, gostarmos de como nascemos. Confiança é o segredo da beleza.

-E isso basta?

É claro que não nos podemos desleixar, temos de ficar longe do sol, beber muita água e muito chá de ervas. Sou da Rússia, não bebemos café, embora hoje já tenha bebido uns quantos. (risos)… Costumo beber chá de ervas. Vou a um spa russo uma vez por semana. É uma banya russa, onde ficamos praticamente no meio de uma sauna e a nossa pele é aquecida, é muito bom. E, claro, treinar. Temos de ser rigorosas e ir ao ginásio. Se não gostarmos de ir ao ginásio, temos de encontrar outra coisa que gostemos de fazer: ir a aulas de pilates, boxe, treinar qualquer coisa, nadar. Acho que não há nenhuma altura em que podemos dizer ‘sou linda e pronto, tenho pernas esbeltas, tenho bons genes, não preciso de trabalhar muito’. Acho que a motivação é uma das principais chaves para o sucesso.

-Qual é o seu destino preferido para fazer compras?

Meu Deus, acho que é o Dubai. 

-Já lá esteve? 

Sim, muitas vezes. Umas vezes em trabalho, outras em férias. O Dubai é um lugar magnífico. É um sítio… é... como um sonho. É uma cidade construída no meio do nada. É um destino muito procurado pelos russos. Os russos adoram o Dubai. São as compras francas, os melhores restaurantes, o tempo bom. E sim, o meu destino preferido para fazer compras é mesmo o Dubai ou Nova Iorque, pois são duas das cidades onde podemos comprar de tudo. 

-Que mensagem gostaria de deixar às mulheres?

Acordem, sintam-se lindas, usem a roupa magnífica da Sacoor, que é para mulheres confiantes, que gostem de si mesmas e que queiram ser clássicas e elegantes.

(Clique em Fotos, acima da imagem, e veja as poses de Irina para a Sacoor)

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários