Carlos Cruz aplaudido na cadeia

O antigo apresentador teve direito a aplausos e abraços na Festa de Natal dos presos da Carregueira.

Carlos Cruz já está em condições de requerer o regime de prisão domiciliária, mas ainda vai passar este Natal na cadeia da Carregueira onde se encontra preso desde abril, a cumprir a pena de seis anos que lhe foi aplicada no processo “Casa Pia”. 

“O Carlos não vem para casa no Natal. Está a pensar pedir a pulseira eletrónica, mas a intenção é que isso não seja feito já, será mais para frente”, explicou a SapoFama Raquel Rocheta, ex-mulher do antigo produtor e apresentador de televisão.

Raquel vai, aliás, rumar ao Algarve com a filha de ambos, Mariana, de 11 anos, para passar a quadra com os pais. “A Mariana irá visitar o pai antes do dia de Natal porque nessa data, normalmente, a maioria dos polícias está ausente e nunca há visitas”, adiantou a ex-manequim.

Entretanto, Carlos Cruz já passou um dia “muito especial” nesta quadra natalícia na cadeia da Carregueira, onde estão presos também Carlos Silvino, outro dos condenados do processo Casa Pia, o advogado e ex-presidente do Benfica Vale e Azevedo e o ex-presidente da Câmara de Oeiras Isaltino Morais.

Carlos Cruz assistiu, na prisão, à tradicional Festa de Natal, que contou com as participações de Ruy de Carvalho, Rui Veloso e Rão Kyao, que terminaram as suas atuações com abraços ao ex-apresentador. 

Cruz foi igualmente aplaudido pelos restantes reclusos, segundo se pode ler na sua página oficial do Facebook. 

Desde o dia 2 de dezembro, altura em que cumpriu dois anos de prisão (somados os 16 meses da prisão preventiva), que Carlos Cruz pode pedir para cumprir a pena em casa monitorizado por pulseira eletrónica.

Marta Cruz, a filha mais velha do apresentador, tornou pública a esperança de que o pai pudesse passar o Natal em casa. Porém, o advogado Ricardo Sá Fernandes, o estratego da defesa de Cruz, só quer entregar o requerimento quando tiver a certeza de que o mesmo será aceite. 

Comentários