Bruno Nogueira ameaçado pelos homens dos toiros

Humorista teve de cancelar um espetáculo na praça de Montemor-o-Novo.

Bruno Nogueira desistiu de participar num espetáculo que decorreu no sábado passado na praça de toiros de Montemor-o-Novo depois de ter sido alvo de “ameaças” supostamente feitas por aficionados da “festa brava”.

O humorista, publicamente denunciado pela Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica (ATCT) como “um confesso e ativo anti-taurino”, foi substituído no “show” pelo seu colega Aldo Lima.

Segundo os organizadores do espetáculo, a Amazing Produções, Bruno Nogueira foi retirado do cartaz por estar a receber “ameaças anónimas e constantes” depois de a ATCT ter publicado um manifesto contra a presença do humorista naquele recinto. 

Nesse documento, a ATCT referia que o humorista era um militante anti-touradas e que permitir a presença dele numa praça de toiros seria quase como autorizar uma conferência de Bin Laden nas Torres Gémeas de Nova Iorque antes do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001.

“Será que vamos oferecer ao humorista anti-taurino tempo de antena e recursos para que possa manifestar-se, na nossa própria casa, contra a atividade que defendemos?”, perguntava-se no documento da ATCT, que concluía assim: “Do que de nós depender, pirómanos não dão palestras em quartéis de bombeiros…”

Bruno Nogueira, que acabou por desistir do espetáculo, por “razões de segurança”, no dizer da Amazing Produções, ainda não comentou pessoalmente o assunto.

Comentários