Bola de Ouro: Ronaldo roubado?

Jornalista diz ter provas de irregularidades graves na eleição de Messi como melhor futebolista do mundo.

Cinco dias depois da proclamação de Lionel Messi como vencedor da Bola de Ouro 2012, um jornalista da cadeia de televisão Al-Jazeera veio dizer que tem provas de irregularidades graves no processo.

Esse repórter, citado pelo jornal suíço “Le Matin”, afirma que tem em seu poder vários testemunhos de capitães e selecionadores nacionais que se queixam de não verem os seus votos verdadeiros publicados na lista oficial.

Um dos que se queixam é Thiago Silva, capitão da seleção brasileira. Disse ele, segundo aquele matutino de Lausanne: “Votei no Cristiano Ronaldo, mas o meu voto foi atribuído ao Lionel Messi. É pena que estas coisas aconteçam…”

No mesmo tom fala o checo Tomas Rosicky, que jura ter votado por Mario Balottelli sem que o seu voto tenha sido levado em conta.

Os selecionadores da Colômbia e do Gabão, José Pekerman e Paulo Duarte, respetivamente, também teriam detectado anomalias nas suas votações.

O assunto promete fazer correr rios de tinta, mas a FIFA, promotora da iniciativa, ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Comentários