Beyoncé assume “playback”

Cantora confirma que usou uma gravação do hino americano na posse de Obama, mas dá lição aos jornalistas…

Beyoncé confirmou ontem que cantou uma versão pré-gravada do hino nacional dos Estados Unidos na cerimónia de posse do presidente Obama, mas fez questão de dar uma lição aos críticos…

Em dado momento de uma conferência de imprensa, relacionada com a sua atuação no intervalo do Superbowl, este domingo, a famosa artista pediu aos jornalistas que se pusessem de pé e brindou-os com uma notável interpretação do hino, à capela.

Aplaudida de pé pelos repórteres no final desta exibição a solo, Beyoncé limitou-se a inquirir: “Alguma pergunta?...”

Antes deste original e delicioso episódio, a cantora explicou, pela primeira vez, os motivos que a levaram a recorrer a uma versão pré-gravada do hino na cerimónia de posse de Obama – facto que motivou acesa polémica nos Estados Unidos.

“Sou perfeccionista, ensaio sempre até os meus pés sangrarem, mas dessa vez não tive tempo de ensaiar com a orquestra. Era uma apresentação ao vivo para a televisão, uma apresentação emotiva e muitíssimo importante para mim, e um dos meus momentos de maior orgulho. Devido ao clima, ao atraso e ao facto de não haver uma passagem de som adequada, não me senti confortável em assumir o risco” – declarou Beyoncé.

"Tratava-se do presidente e da posse. Eu quis que ele o meu país ficassem orgulhosos e, então, decidi cantar em simultâneo com a minha faixa pré-gravada, o que é muito comum na indústria musical, e estou muito orgulhosa do meu desempenho” – acrescentou a mulher do rapper Jay-Z.

Comentários