Bárbara Guimarães cheia de nódoas negras

Apresentadora garante que andou a levar pancada de Carrilho durante os últimos seis meses. Ex-ministro responde que as “mazelas são resultado do “alcoolismo” da mulher…

Bárbara Guimarães apresentou uma queixa-crime contra o seu (ainda) marido, Manuel Maria Carrilho, por agressões continuadas, quase diárias, durante os últimos seis meses.

Nessa queixa, que a apresentadora da SIC formalizou no DIAP de Lisboa no passado dia 17, Bárbara diz que chegou a ser ameaçada com uma faca de cozinha, em frente a um dos filhos, e que tem provas fotográficas das nódoas e outras marcas provocadas pela violência do antigo ministro da Cultura.

Citado hoje pelo jornal “Expresso”, Carrilho desmente as acusações: “É tudo mentira, nunca toquei na Bárbara”.

“Essas nódoas negras e mazelas – acrescentou o ex-governante – são resultado de quedas sucessivas em vários locais, resultado do seu (de Bárbara) constante estado de alcoolismo, que se acentuou nos últimos seis meses”.

Ontem à tarde, Bárbara Guimarães confirmou que já avançou com pedido legal de “divórcio litigioso”.

Sabe-se, ainda, que a apresentadora anda guardada por “seguranças” e que não permite a entrada de Manuel Maria Carrilho na casa em que o casal vivia com os seus dois filhos, Dinis Maria, de 9 anos, e Carlota, de 3. 

Este último facto motivou uma queixa do ex-ministro contra Bárbara Guimarães no Departamento de Investigação Penal, segundo o próprio revelou ao “Diário de Notícias”:

"Se há alguma queixa da Bárbara foi feita posteriormente à minha, que foi apresentada no DIAP após o momento em que, para minha surpresa, me vi impedido de entrar em minha casa e ver os meus filhos", afirmou Manuel Maria Carrilho.

Comentários