Ana Marques conta como sobreviveu à maternidade

No livro “As Minhas Gémeas”, a apresentadora da SIC relata a história do nascimento das duas filhas de cinco anos

“Era a minha gravidez, o momento mágico da minha vida. Devia ser acompanhado de violinos e fanfarra. Um transe de alegria. O ponto alto do romance. Uma histeria coletiva de família e amigos”, relata Ana Marques no livro “As Minhas Gémeas”, onde conta como o sonho de ser mãe quase se transformou, para ela, num enorme pesadelo.

Um internamento de urgência, devido a uma pré-eclâmpsia, pôs em perigo a vida de Ana Marques e das gémeas, Francisca e Laura, que têm atualmente cinco anos.

A jornalista e apresentadora da SIC viveu momentos dramáticos antes, durante e depois do nascimento das duas meninas, fruto do seu casamento com o economista Joaquim Barata Correia, temendo não só pela vida das gémeas, mas também pela sua, já que depois do parto prematuro, a pré-eclâmpsia a continuou a acompanhar provocando-lhe falência nos rins e no fígado. “(…) Se o mal quiser evoluir e tornar-se mesmo oficial, pode ser péssimo. Posso entrar oficialmente em coma. Posso até oficialmente morrer”, relata.

artigo do parceiro: Top Fama

Comentários