Os pontos fracos do corpo das celebridades

Não é novidade nenhuma que, antes de um evento importante, as famosas recorrem a tratamentos estéticos que remodelam a silhueta e que atenuam alguns dos seus problemas.

Lá por surgirem deslumbrantes nos vídeos e nas fotografias das revistas não significa que algumas das maiores estrelas mundiais tenham um corpo perfeito. Algumas até podem andar lá perto mas, como mulheres que são, têm imperfeições que podem ser minimizadas ou até corrigidas. São retoques rápidos a que celebridades como Beyoncé, Shakira, Claudia Schiffer, Salma Hayek e Eva Longoria recorrem regularmente e que estão também ao seu alcance. Quer experimentar?

O ponto fraco de Beyoncé

A zona das ancas, tendencialmente largas, é o calcanhar de Aquiles da cantora e atriz. Para combater o problema, a intérprete de «Crazy in love» e «Pretty hurts» faz regularmente tratamentos como o Exilis, um equipamento que usa tecnologia de vanguarda para reduzir a gordura localizada. Este tratamento não invasivo combina a radiofrequência e os ultrassons. Ambos alcançam a camada mais profunda da pele, onde estão localizados os depósitos de gordura.

Os ultrassons estimulam a destruição da gordura e posterior eliminação. O resultado é a redução de volume e uma pele mais firme e tonificada. A energia da radiofrequência vai provocar um aumento térmico localizado e acelera o processo de lipólise no tecido adiposo. O processo de apoptose diminui o número de adipócitos. Ao mesmo tempo, o volume das células gordas diminui e a camada de gordura é reduzida.

A zona tratada poderá ficar com alguma vermelhidão durante cerca de 15 a 30 minutos. Este procedimento está, contudo, contraindicado para grávidas, mulheres a amamentar, pacientes com pacemaker e mulheres que padeçam de doenças graves. Para resultados visíveis, é necessário um número mínimo de quatro sessões, sendo que o preço médio de cada uma pode variar entre os 100 € e os 200 €.

O ponto fraco de Shakira

Apesar de ser uma das imagens de marca da cantora colombiana, o abdómen é também o que lhe exige maiores preocupações, sobretudo depois de ter sido mãe. Ninguém o move como ela, como se pode ver nos seus vídeos e nos seus concertos, mas para o ter perfeito a intérprete de êxitos como «Loca» e «Underneath your clothes» faz exercícios específicos, usa cremes refirmantes e faz tratamentos na linha do VelaShape III, cujo o objetivo é esticar a musculatura abdominal.

Este aparelho, que é a terceira geração do equipamento VelaShape, permite, num único tratamento, perder até 2,6 centímetros na circunferência abdominal e os resultados máximos são visíveis no prazo de seis a dez semanas. Com o VelaShape II, eram precisos seis tratamentos para atingir os mesmos resultados, mas a nova máquina inclui três novos terminais de aplicação para poder chegar a mais partes do corpo e garante resultados máximos no prazo de seis a 10 semanas após uma única sessão de tratamento.

A tecnologia do VelaShape III combina a ação de raios infravermelhos, radiofrequência bipolar e um mecanismo de vácuo para aquecer os adipócitos (células de gordura), promovendo, assim, um aumento da circulação sanguínea e do processo de drenagem linfática, uma ativação do metabolismo celular e uma estimulação da produção de colagénio. Além de reduzir volume, o equipamento refirma os tecidos e aumenta ainda a firmeza da pele.

Está contraindicado a pessoas com pacemakers, grávidas e mulheres a amamentarem. Basta realizar uma sessão para conseguir resultados visíveis. Já disponível em Portugal há vários anos, este procedimento tem um custo por sessão que varia entre os 50 € e os 150 €, um valor que difere em função da clínica ou do centro de estética escolhido ou ainda da parte do corpo a tratar.

Veja na página seguinte: Os pontos fracos de Claudia Schiffer e de Salma Hayek

Comentários