Descanso de luxo em Nova Iorque

Descubra as suites exclusivas de um dos mais requintados hotéis da cidade

A vista é magnífica. As janelas envidraçadas abrem-se sobre os arranha-céus que marcam a paisagem de Manhattan e deixam a cidade entrar pelo quarto adentro. Pelo quarto que não é um quarto. É um verdadeiro apartamento.

As suites executivas da área exclusiva do The Towers, que custam a módica quantia de oito mil dólares (pouco mais de 6.100 euros), ocupam uma área de 61 metros quadrados.

Além de um quarto espaçoso com uma cama king size e uma secretária, incluem uma sala de estar, uma cozinha, duas casas de banho e uma área de arrumações quase do tamanho do quarto de um hostal. Apesar de estar integrado no luxuoso hotel The New York Palace, o palácio mandado construir pelo financeiro Henry Villard em 1882, o The Towers ocupa apenas os últimos 14 andares do edifício.

Anteriormente, o palácio abrigou as The Villard Houses, apartamentos que mais tarde seriam residências particulares, escritórios da Arquidiocese de Nova Iorque e escritórios de empresas internacionais, antes de serem convertidos numa requintada unidade hoteleira de elite, em 1993.

Na altura, o processo de reconversão do edifício projetado por McKim, Mead & White implicou um largo investimento de milhões. Vinte anos depois, a administração do hotel, localizado em pela Midtown, investe 120 milhões de dólares (cerca de 92 milhões de euros) na modernização do edifício, tornando-o ainda mais moderno e luxuoso. As obras da primeira fase arrancaram em fevereiro. A empresa BAMO, sediada em São Francisco, assegura o redesign e a renovação da receção e dos 176 alojamentos que integram o The Tower.

A empresa nova-iorquina BBG-BBGM terá a seu cargo a reformulação das suites triplas do hotel, bem como da nova Metropolitan Suite, uma das mais luxuosas do empreendimento. A nova receção, que terá uma receção com painéis art deco, dá acesso aos elevadores que conduzem aos quartos, localizados entre o 41º e o 53º andar, com uma vista privilegiada para as artérias principais da cidade, nas proximidades da famosa Quinta Avenida, uma das mais sofisticadas da cidade.

Localizado na esquina da 50th Street com a Madison Avenue, The New York Palace tem 815 quartos e 84 suites. A entrada que dá acesso à receção do edifício está decorada com motivos provenientes de catedrais italianas do século XV. Nas proximidades pode visitar a Catedral de St. Patrick e o Rockefeller Center, o edifício que tem um terraço, o famoso Top of the Rock, que oferece uma das melhores vistas sobre a cidade, permitindo avisar o Empire State Building e o Central Park na sua plenitude.

No âmbito do atual processo de reconversão, com data de conclusão prevista para setembro de 2013, a entrada interior do hotel será ainda decorada com um painel com seda e madeira e com elementos que recuperarão o design original da Villard Mansion e os padrões típicos do século XIX no teto e nas carpetes.

O toque de modernidade dos dias de hoje será dado através da utilização de materiais ecléticos e de mobiliário futurista, que já marcam a decoração dos renovados quartos. O objetivo é que a sofisticada clientela habitual se sinta em casa longe de casa.

Os toques de cor conferidos pelos elementos decorativos que caracterizam cada uma das suites estão também a ser reforçados e modernizados, com a consultoria da especialista em arte e decoração de interiores Nancy Sweeney, uma conceituada decoradora norte-americana que aposta em elementos geométricos fortes para criar uma nova identidade visual à cosmopolita e requintada unidade hoteleira.

«Pretendemos manter o lado opulento e histórico da Villard Mansion mas sem nunca esquecer que os quartos e as suites do The Towers também têm um lado contemporâneo a preservar», sublinha Steve Henry, o responsável da BAMO que está a coordenar o projeto. «O nosso objetivo é que os hóspedes percebam que, apesar de estar instalados num hotel moderno, estão rodeados por um design que é intemporal», refere ainda.

Galeria de arte a céu aberto

Na Metropolitan Suite, a mais exclusiva do hotel, com dois quartos e duas imponentes banheiras, além de uma cabine de duche, está a nascer aquilo que a administração da unidade hoteleira descreve como sendo «uma galeria de arte viva no céu». Os quartos são inspirados na malha urbana de Nova Ioque. A sala, em tons de azul e amarelo, pretende recriar os tons do céu e dos famosos yellow cab, os táxis que percorrem incessantemente as ruas da cidade.

As novidades incluem ainda modernos sistemas de iluminação e domótica que, de uma forma simples e intuitiva, num só gesto, permitem controlar os aparelhos eletrónicos dos quartos e das suites, dotados de termostatos inteligentes, bem como a própria iluminação do espaço. Consoante se seleciona os modos «Day», «Evening» ou «Relax», a intensidade das luzes aumenta ou diminui, proporcionando o ambiente perfeito para desfrutar do conforto do espaço ou da beleza inquestionável da vista.

Se optar por passar mais tempo no quarto para usufruir das múltiplas comodidades que esta unidade hoteleira proporciona, não deverá perder a oportunidade de descontrair num relaxante banho de espuma, com sais de banho da Molton Brown, a sofisticada marca de produtos de higiene londrina com que o hotel trabalha. Quando terminar, tem à sua disposição toalhas e robes em magnífico algodão do Egito, um dos mais suaves do mundo.

Tratamento personalizado num cenário irresistível

As mordomias estão, no entanto, longe de se ficar por aqui. Quando faz o check-in, são-lhe oferecidas toalhas perfumadas para se refrescar. Quando chega ao quarto, além de um espaço acolhedor com todo o conforto e modernidade de uma unidade hoteleira de luxo, tem sempre à sua espera um presente personalizado. Entre outros serviços, o hotel tem também um serviço de transporte gratuito para a zona dos teatros da Broadway, ao final do dia.

Se pretender ir mais longe, pode contratar o serviço de aluguer de carros, com motorista, que o conduzirá até ao destino pretendido num Mercedes GL350 ou num Maybach. Se optar por ficar no hotel, o The New York Palace dispõe ainda de um moderno e equipado centro de fitness, bem como de um moderno e requintado spa. No caso de querer experimentar o afamado restaurante do hotel, deixe-se surpreender pela decliciosa cozinha criativa do chef Michel Richard, mas para isso terá de esperar pelo final das obras de remodelação do hotel.

Até lá, pode provar as especialidades servidas no Maloney & Porcelli, o restaurante adjacente que recuperou o conceito do tradicional diner americano e que, enquanto decorrem os trabalhos, serve de apoio ao estabelecimento hoteleiro onde já pernoitaram magnatas como Leona Helmsley ou o sultão do Brunei e onde já foram filmadas séries de televisão comom «Gossip Girl », «30 Rock», «Lei & Ordem» e «Will & Grace».

Sendo um espaço inegavelmente luxuoso e requintado, acaba também por ser muito procurado por casais que procuram o cenário perfeito para um casamento de sonho. Para satisfazer esse interesse, a administração do hotel desenvolveu o conceito Manhattan Weddings, que inclui a organização de cerimónias no The Villard Ballroom, um imenso salão de baile apalaçado com capacidade para jantares para 250 pessoas ou cocktails para 500. Se precisar de mais espaço, pode recorrer ao Reid Salon, que fica mesmo em frente e que pode alergar mais 125 pessoas sentadas ou 300 pessoas em pé.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários