Português faz sucesso com campanha internacional sobre beleza real

Hugo Veiga em entrevista ao Sapo Mulher

Co-autor da mais recente campanha da Dove que já atingiu 8 milhões de visualizações no YouTube, Hugo Veiga é um criativo português, nascido na Maia, que há oito anos rumou ao Brasil em busca de novos horizontes. Hugo faz equipa com o diretor de arte Diego Machado e juntos conceberam o vídeo intitulado “Retratos da Beleza Real”.

O anúncio da Dove tem sido um sucesso. Em que se inspiraram para fazer esta campanha? Qual a mensagem que queriam passar?

Nós recebemos um briefing simples e ambicioso do nosso cliente global: fazer com que as mulheres se sintam melhor com elas próprias. Em 2007, quando a Dove ganhou o Grand Prix de Cannes com "Evolution", o conceito de "Beleza Real" apresentava um ponto de vista completamente diferente da indústria da beleza. Agora que a Campanha pela Real Beleza foi estabelecida, o nosso trabalho era falar diretamente com as mulheres de uma forma mais íntima e pessoal. Segundo as estatísticas, apenas 4% das mulheres em todo o mundo se sentem bem consigo mesmas. Decidimos fazer algo dedicado às restantes 96%. Desde o início, procurámos uma ideia que conseguisse provar que elas estão erradas sobre a sua autoimagem. Assim, chegámos a esta experiência social.

Depois de ver o feedback que a campanha está a ter, como se sente por participar num projeto com esta dimensão?

Esta é uma daquelas campanhas que ficará marcada no ano de 2013. E os melhores resultados não se traduzem em views mas sim em comentários que vamos lendo. Em 4 dias, o filme de 3 minutos bateu o recorde de partilhas do site Mashable. As pessoas estão a partilhar porque decidiram passar a mensagem adiante. Isso é o melhor resultado que podemos ter com um trabalho nosso.

Como reagiram as pessoas mais próximas de si?

As mães e os pais gostam sempre do que os filhos fazem. Até quando é um folheto. Mas em 11 anos de experiência, nunca tive um trabalho que tivesse tanta repercussão entre amigos dentro e fora do mundo da publicidade. Ainda hoje recebo mensagens com elogios que mostram o quanto eles estão orgulhosos. Até fico até sem jeito. Mas é uma honra receber esse carinho, principalmente daquele que estão afastados por um oceano inteiro.

Há uma paródia em torno do vídeo, desta vez dirigida aos homens. O que acha da ideia?

Eu ri-me muito quando vi. É gratificante ver um trabalho nosso ir além de publicações comerciais e que serve de base para conteúdo gerado pelos próprios consumidores. Obviamente, esse filme é uma paródia mas seria interessante de repetir “Real Beauty Sketches” com homens para perceber como seriam os resultados.

Porque decidiu ir viver para o Brasil? Acha que foi a melhor escolha?

Eu sempre tive vontade de ter uma experiência no exterior. Em 2002 tentei o mercado londrino, mas era ainda muito júnior e o meu trabalho não tinha maturidade suficiente para justificar uma contratação. Em 2004 venci a competição de jovens criativos de um festival internacional de publicidade e consegui um estágio na Ogilvy de São Paulo. Essa mudança permitiu uma enorme aprendizagem uma vez que a publicidade paulista é uma das mais efervescentes do mundo em termos criativos.

artigo do parceiro: Nilza Rodrigues

Comentários