«Não gosto de ser chico-esperto»

Em entrevista, o ator e empresário, que vai fazer rádio, fala da paixão pela cozinha e do restaurante que gere e explica por que não aceitou o convite para participar no programa «MasterChef Celebridades».

Lourenço Ortigão está cada vez mais foodie. Além da plataforma Enjoy Cooking, um canal de receitas em vídeo, o ator e empresário passa horas no Villa Saboia, o restaurante que abriu no Estoril no final de 2016. Durante o período em que esteve a estudar em Los Angeles, nos EUA, também cozinhou muito, como revelou em entrevista ao Modern Life/SAPO Lifestyle, à margem de um workshop sobre alimentação de verão, em que participou pelo segundo ano consecutivo.

Cozinhar é cada vez mais uma paixão?

Eu sempre cozinhei mas, desde que tenho o restaurante, aprendi receitas novas. Agora, trabalho mesmo com cozinheiros. Avalio-os também. Vejo como é que eles trabalham. Partilho receitas e técnicas com eles. Estou um bocadinho mais dentro do que é a cozinha e a confeção.

Não estou propriamente a cozinhar mais. Cozinhei bastante quando estive nos EUA. Tinha lá a minha casa. Aqui, depende. Se estiver a trabalhar em estúdio, não cozinho tanto. Se estiver sozinho e se tiver mais tempo, cozinho mais.

O restaurante é um projeto relativamente novo, com pouco mais de seis meses. Como é que está a correr?

Bem. Muito, muito, bem. Tem sido uma surpresa. Estamos cada vez mais cheios. Temos muitos turistas. 80% das pessoas que vão lá nem sequer sabem que o restaurante é meu. Isso deixa-me feliz porque sei que as pessoas não vão lá por minha causa. Vão lá pelo restaurante em si. Mesmo na minha ausência, o restaurante continuou cheio. Estou contente!

Há na ementa algum prato que tenha algum segredo e que tenha já sido levado por si e não pelos chefs com quem tem trabalhado?

Sim, alguns. Por exemplo, o tártaro de salmão que nós temos, que é da ementa de sushi, foi em grande parte modificado por mim e, para mim, é único.

E, no verão, tem algum cuidado especial no que se refere à alimentação?

Eu tenho cuidado o ano todo. Não como carne. Um dia, vou, eventualmente, voltar. Como não como carne, já tenho esse cuidado em termos de alimentação. No verão, é a mesma coisa. Não tenho cuidado especial nenhum.

Se houvesse uma segunda edição do programa de televisão «MasterChef Celebridades» e o convidassem, aceitaria?

Não. Já me convidaram para a primeira. Não é o meu objetivo. Apesar de gostar de cozinhar, são coisas diferentes. Por vários motivos! Eu gosto de programas em direto. Não gosto de gravar programas de entretenimento e o «MasterChef [Celebridades]» era gravado. Outra razão é porque temo que essa participação pode, de certo modo, influenciar a ideia das pessoas em relação ao meu restaurante e, na verdade, não tem nada a ver, porque eu não sou o cozinheiro do restaurante.

Por outro lado, como já tenho alguma experiência e trabalho um bocadinho dentro dessa área, uma vez que todos os dias lido com cozinha, poderia ser positivo em termos de experiência mas negativo por parte da imagem e da expetativa das pessoas. Quando faço esse tipo de programas, gosto de começar do zero.

Gosto de não ter nenhuma técnica na área em que me estou a expor. Gosto de aprender tudo no programa e, neste caso, não me apetecia nada ser aquele chico-esperto que vai lá e que já sabia alguma coisa. Podia parecer que estava a passar por cima [dos outros]…

Veja na página seguinte: Os novos projetos de Lourenço Ortigão

Comentários