Diogo Dias: o galã da MTV

Estivemos à conversa com o VJ da MTV Portugal, acerca da sua vida profissional e de umas das grandes paixões, as viagens.

Além de VJ da MTV, Diogo Dias é também cantor e um apaixonado por viagens. Descubra mais sobre a vida profissional e pessoal do apresentador.

Depois de uma licenciatura em Organização e Gestão de Empresas, como é que se muda para a televisão?
Acaso dos acasos. Na altura já tinha a minha banda, os Klepht, e depois de ter cantado uma música num bar de karaoke com uns amigos fui convidado para participar numa peça de teatro. Fiz durante 2 anos teatro e numa das peças convidaram-me para fazer um casting para um anúncio. Quando lá cheguei, como sabiam que também era músico, perguntaram-me se para além do casting para o anúncio, não me importava de fazer outro casting para um programa de televisão sobre música… e assim foi.

Achaste desde o início que essa mudança era o melhor para ti?
Tive de ser convencido pela minha namorada na altura e pelos meus pais. Quando és jovem tens convicções muito fortes, e eu sabia que queria ser músico, a televisão não estava nos meus planos. Mas com alguma pressão da parte deles, lá resolvi ceder e experimentar a televisão. Passado pouco tempo percebi, que tudo isto tinha muito mais a ver comigo do que a Organização e Gestão de Empresas.

O que é necessário para se ser VJ?
Descontrair, ter uma linguagem própria, e a meu ver ter algum conhecimento de música. Apesar de a MTV não ser um canal exclusivamente de música, a verdade é que foi fundada nesses alicerces e como tal acho importante esse lado. Mas o melhor lado de ser VJ é mesmo o espírito descontraído com que tens de encarar as coisas.

Como é dividir a câmera com mulheres, no caso da Ana Sofia e agora da Diana?
Desde que entrei na MTV tive muita sorte com todas as minhas colegas. Falo da Filomena Cautela, Luísa Barbosa, Ana Sofia e da Diana Taveira com um enorme carinho. Não só foram colegas como tornaram-se amigas, do meu dia a dia. Aprendi muito com todas elas, cada qual no seu estilo diferente e isso tornou-me num VJ mais completo. Tive muita sorte com todas elas, e agora acabámos de receber a Joana Martins, e tenho a certeza que a história vai-se repetir.

Comentários