V… de viagem relaxante e (muito) inspiracional

Pernoitar no Hotel V… em Vejer de la Frontera, na Andaluzia, no sul de Espanha, é como regressar ao passado. Nesta pitoresca e tranquila vila branca, são muitas as memórias que perduram.

V… de Vejer de la Frontera. Localizada na Costa da Luz, em plena Andaluzia, no sul de Espanha, a pitoresca e tranquila vila sobressai no topo de uma colina. Com o seu casario branco, as suas ruelas estreitas, os seus velhos conventos, os muitos pátios típicos e o seu castelo de pedra, esta localidade espanhola a pouco mais de 530 quilómetros de Lisboa já foi considerada uma das 15 localidades rurais mais belas do país vizinho.

É também lá que fica o Hotel V… As reticências fazem parte do nome desta unidade hoteleira de 12 quartos, íntima e recatada, que se distingue pelo espaço das suas divisões, pelo tamanho das suas camas e pela original decoração feita com peças antigas de mobiliário português. Do alto do seu terraço, a vista para a planície que a rodeia, magnífica, desperta emoções e faz fluir os pensamentos. M… de modernismo clássico.

A funcionar desde fevereiro de 2008 numa mansão mourisca do século XVII em pleno centro histórico de Vejer de la Frontera, o Hotel V… alia na perfeição a antiguidade clássica ao luxo despojado dos tempos modernos. Além da mobília nacional importada de outras épocas, está recheado de pormenores que, tal como toda a vila branca, nos remetem para tempos antigos, como é o caso de uma balança de pé metálica.

É igual às que muitas farmácias exibiam em território nacional nos princípios do século passado e decora um dos quartos. Mas há mais, muito mais. Há espelhos com as manchas da passagem dos anos, quadros com fotografias e provas de negativos antigas, pedaços de madeira a servir de mesas de cabeceira, fragmentos de jarras antigas a decorar quartos e casas de banho, vigas e ripas de madeira no teto.

Vestígios de outras eras que convivem em plena harmonia

É impossível não se deixar seduzir pelos muitos pormenores decorativos que (quase) transformam este hotel, situado na Calle Rosario, nos números 11 a 13, num museu. Vestígios de outras eras que convivem, também eles tranquilamente, em plena harmonia com os candeeiros, os cortinados ou as modernas banheiras com hidromassagem, com as suas inovadoras torneiras metálicas do século XXI.

Apesar de praticamente não terem tapetes, uma característica comum a muitos hotéis do sul de Espanha, os quatros, muito claros, onde predominam os tons de branco e os tons de bege que contrastam com o cinzento do chão em cimento polido e com o castanho da madeira dos móveis antigos importados de Portugal, não podiam ser mais elegantes e confortáveis. E assim, do nada, surge o A… de aproveitar.

Embora os quartos do Hotel V… sejam o cenário perfeito para uma noite de sono tranquila e retemperadora, este hotel rural, como o caracteriza a placa colocada na porta de entrada, é um espaço que pede para ser vivido e aproveitado. Mal se entra na antiga casa apalaçada, além dos pormenores e dos detalhes da decoração da receção improvisada, a primeira coisa que salta à vista é o pequeno pátio típico.

Decorado com flores e árvores, é lá que se toma o pequeno-almoço e que se pode ler e relaxar em total tranquilidade. É também lá que, quando os hóspedes chegam, depois de percorrer as ruas estreitas do centro histórico da pequena vila, podem descansar e refrescar-se com uma bebida revigorante. Mas o segredo mais bem escondido de Vejer de la Frontera fica no topo do edifício, uma descoberta surpreendente.

V… de viagem relaxante e inspiracional

Veja na página seguinte: O local de onde não (mais) apetece sair

Comentários